Pato Branco

Episódio de neve em Pato Branco completa 55 anos amanhã (21)

Neve em Pato Branco no dia 21 de agosto de 1965 Crédito: Arquivo pessoal Nelson Colla

Na semana em que se completam 55 anos de quando nevou no Município, região volta a esperar por neve. Porém, conforme dados Simepar, se o fenômeno ocorrer, será apenas na região do planalto de Palmas e não em Pato Branco e outros municípios do Sudoeste

Na mesma semana em que viralizou na internet mensagens de que poderia nevar em Pato Branco e em toda região sudoeste do Paraná, devido à queda brusca de temperaturas, se completam 55 anos de quando, de fato, nevou no Município.

Aparentemente, seria somente mais um sábado muito frio em Pato Branco, pois afinal, era 21 de agosto de 1965, auge do inverno. No entanto, ao amanhecer os pato-branquenses foram surpreendidos com uma chuva de gotas grossas e esbranquiçadas. Era neve.

Rita de Cassia Colla de Almeida Rocha, filha do fotógrafo Nelson Colla, que registrou, por diversos ângulos a neve no Município, conta que o dia, segundo o pai, foi um dos mais corridos em toda sua carreira. Afinal, todo mundo queria uma lembrança do dia memorável.

“Eu recordo que meu pai foi correndo almoçar em casa e nos fotografou muito rápido. Nós não tivemos nem tempo para se arrumar porque ele tinha muita gente com horário marcado para fotografar”, disse comentando que na época, com quase três anos de idade, se lembra de um dia bastante frio, porém muito divertido.

Emocionada, Rita conta que ao longo de 30 anos trabalhando ao lado do pai sempre o ouviu contar com muito orgulho sobre seu trabalho e suas histórias do dia 21 de agosto de 1965. “Fico muito feliz que meu pai tenha feito o registro histórico da neve em um local, que era e é até hoje um ponto turístico da cidade, [igreja Matriz e a praça Presidente Vargas].”

Nelson Colla

O fotógrafo Nelson Colla, que foi um dos poucos profissionais de Pato Branco a terem registrado o dia cheio de neve no Município, faleceu em 29 de julho de 2008 e deixou para sua filha, também fotógrafa, e para toda a população de Pato Branco um vasto acervo de imagens retratando a história do Município desde a década de 1960.

Segundo sua filha, Colla foi o primeiro fotógrafo a fazer fotos aéreas do Município ainda em 1960.

Fotógrafo Nelson Colla – Crédito: Arquivo pessoal Rita de Cassia Colla de Almeida Rocha

Quanto nevou

Naquela época, Pato Branco, com seus 14 anos de existência, não continha ainda uma estação meteorológica instalada, e por isso, foi pega de surpresa com a presença da neve. Além disso, devido à falta de equipamentos não foi possível medir a temperatura no dia e nem mesmo a quantidade de neve.

Em matéria do Diário do Sudoeste de agosto de 2015, o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) informou que, mesmo se Pato Branco tivesse equipamentos meteorológicos, não seria possível saber quanto nevou, pois, “as estações de meteorologia aferem somente informações como temperatura, umidade, vento e volume de chuva.” Por isso, a neve seria medida após ser derretida, pois ela iria cair no pluviômetro, derreter e acabar sendo mensurada como água.

Mesmo assim, o fotógrafo Rudi Bodanese relembrou ao Diário que em alguns pontos do Município o acúmulo chegou a 10 centímetros.

Afinal, vai nevar ou não?

Conforme a meteorologista do Simepar, Ana Beatriz Porto, a previsão é de que, entre a noite desta quinta-feira (20) e a manhã de sexta (21) neve na região de planalto de Palmas. Segundo ela, as temperaturas em Palmas e municípios próximos como Clevelândia e General Carneiro fiquem na casa de 0º C. “A quantidade é tão pouca que se ocorrer não tem como fazer uma previsão. Na serra de Santa Catarina e Rio Grande do Sul é mais fácil porque tem uma possibilidade e uma área bem maior”, explicou.

Ana Beatriz informou ainda, que ao contrário do que algumas publicações em páginas da internet vinham falando, não irá nevar em Pato Branco nem mesmo em qualquer outro município que não seja da região de planalto de Palmas. “Vai apenas ficar frio.”

Previsão

Segundo a meteorologista, as pessoas devem se preparar para um forte frio na noite de sexta para sábado (22). “Gradativamente a chuva vai parando e volta a ter sol na região, o tempo seca e a temperatura baixa”, disse explicando que a partir de segunda-feira (24) as temperaturas voltam a ficar mais elevadas.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima