Pato Branco

Hemonúcleo de Pato Branco recebeu equipamento que facilita na triagem dos doadores de sangue

A medição ocorre de maneira não invasiva e rápida, assim facilitando os atendimentos -Créditos: Divulgação

Nessa semana o Hemonúcleo de Pato Branco implantou na triagem dos doadores de sangue o uso do equipamento Matriz Monitor (MTX) da Cnoga Medical.

A unidade recebeu três aparelhos fornecidos pelo Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar).

De acordo com a coordenadora do Hemonúcleo, Silvia Pecin Acosta o aparelho avalia seis parâmetros, como hemoglobina, hematócrito, hemácias, oxigenação, pressão arterial e frequência cardíaca. Silvia acrescenta que a medição ocorre de maneira não invasiva, através de espectrofotometria.

“Com a leitura não invasiva desses parâmetros, a avaliação dos doadores se torna mais eficaz e indolor, visto que a punção digital realizada anteriormente era uma das reclamações frequentes dos doadores”, explica Silvia.

A coordenadora comenta que o Hemonúcleo de Pato Branco está recebendo o acompanhamento e treinamento da assessora da Cnoga, para orientar sobre o uso do aparelho.

Como funciona

O processo de medição é simples, bastar inserir a ponta do dedo no sensor, fechar a tampa e aguardar um minuto e a leitura é realizado automaticamente.

De forma objetiva os parâmetros hemodinâmicos, hematológicos e de gases sanguíneos são mostrados no dispositivo.

Cnoga MTX

O aparelho é desenvolvido pela empresa Israelense Cnoga Medical, que é pioneira na criação de dispositivos não invasivos. Além disso, o MTX é aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O aparelho é projetado para medir uma ampla gama de bio-parâmetros fisiológicos, sem a necessidade de amostras de sangue invasivas e dolorosas.

A tecnologia proporciona economia na área da saúde, pois os exames são realizados de forma rápida. É utilizado à análise fotográfica do tecido dos capilares da ponta do dedo, e os profissionais de saúde têm facilidade no acesso aos dados médicos, assim permitindo um melhor monitoramento.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima