Pato Branco

JoArte encerrou sua programação com grande público

A exposição da Poesia Ilustrada foi uma das grandes atrações da programação e segue em funcionamento no Parque Tecnológico - Crédito: Facebook JoArte

JoArte teve sua programação encerrada na quarta-feira (4), com a apresentação do Grupo Top Rock Crew do movimento hip-hop em cena, que tem ligação ao Grupo CEU das Artes de Pato Branco. Também foi realizada a última oficina “Serigrafia Em Camiseta? Faça Você Mesmo!”, com Simara Ramos, artística plástica de Curitiba.

O número de participantes surpreendeu positivamente a equipe do projeto, pois devido a pandemia, os eventos aconteceram de maneira remota. Segundo Hieda Maria Pagliosa Corona, coordenadora do projeto JoArte afirma que foi inesperado tanta participação. “Acessando as mais variadas atividades nós tivemos 2028 visualizações e participações que observamos, que no momento que estava acontecendo determinada atividade os acessos eram significativos”, relata Hieda acrescentando também que como os vídeos estão salvos no canal do YouTube do JoArte, os números continuam crescendo nas visualizações.

De acordo com a coordenadora nas quatro edições anteriores, que aconteceram de modo presencial, a presença do público era significativa, em cerca de 400 pessoas compareciam aos eventos. Mas elas estavam direcionadas apenas a um local. “Esse ano a gente conseguiu ter esse público focado, mas também se abriu para o Brasil, para muitos outros lugares, então é uma surpresa, a gente não fazia ideia de que essas modalidades online, de fato, podiam expandir para lugares e pessoas tão distantes”, conta ainda falando que houve interações de pessoas de vários estados do Brasil.

Houve um grande envolvimento dos artistas, dos poetas e do público que visualizaram e participaram ativamente da programação. “Essa felicidade de poder ver a arte e a cultura em toda a sua diversidade, mostrando o talento que nós temos na nossa região, no nosso município, potencializar todos esses talentos para nós é uma grata satisfação” menciona Hieda incluindo também que dessa forma continuam cultivando aquilo que a Joana sempre amou, que é a literatura e as artes, em todas as suas vertentes.

Resultado das mostras

A mostra fotográfica “O Pôr do Sol Que Cai Sobre Meus Olhos”, foi uma das grandes atrações da programação, e tinha como objetivo desenvolver a sensibilidade do olhar, aplicado na arte fotográfica. A legenda também acompanhava as fotografias, em forma de poema, frase ou palavra. A intenção é conectar as pessoas virtualmente, agora em tempos de isolamento social, pela perspectiva artística e
criativa, e assim também ampliar a participação de pessoas de outras cidades no evento.

“Nós tivemos 1524 visualizações e interações que aconteceram pelo Instagram, que foi o meio que ocorreu a amostra” afirma a coordenada. A votação era decidida através do público em geral, a foto mais curtida recebia o prêmio.

Larissa Viapiana de Pato Branco conquistou o primeiro lugar, Bruna Stefani Perin de Clevelândia ficou em segundo lugar. E em terceiro lugar ficou Juliana Zanella Lazarini de Pato Branco. Essas fotografias agora serão parte do acervo da biblioteca Joana Corona no CEU das Artes.

A exposição da Poesia Ilustrada realizada pelo Emanuel Padia ainda acontecendo no hall da Incubadora Tecnológica de Pato Branco situada no Parque Tecnológico, situado no bairro Fraron.

Em primeiro lugar da exposição da Poesia Ilustrada ficou Vinicius Osterer, com um poema chamado “O Vence dor”. A segunda colocada foi Giseli Voss com a poesia “Máscara de pano”. E Ariel Henrique Pereira conquistou o terceiro lugar com o poema “Minha cabeça, eu e meu mundo”. “Foram nove concorrentes, de muita qualidade, todas as poesias foram autorais, esse ano foi uma novidade, nenhuma poesia de outros autores” finaliza Hieda.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima