Pato Branco

Lixo eletrônico será convertido em muda de árvore frutífera

O recebimento dos resíduos eletrônicos acontece de maneira permanente no município - Foto: Arquivo Assessoria PMPB

No próximo sábado, a nova etapa de coleta de lixo eletrônico em Pato Branco vai se transformar em doação de mudas de árvores frutíferas

Júlia Heimerdinger

No próximo sábado (10) será realizada a coleta de resíduos de equipamento eletroeletrônico (REEE), a arrecadação acontecerá no Instituto Água e Terra (IAT), localizado na rua Guarrani, 1002, no centro de Pato Branco, das 8h às 12h.

 De acordo com a Secretária de Meio Ambiente, Keli Starck o recebimento desses resíduos acontece de maneira permanente na Cooperativa dos Agentes Ambientais de Pato Branco [situada junto ao Aterro Sanitário Municipal].

Keli acrescenta que o principal objetivo da ação é estimular o descarte correto dos resíduos eletrônicos e incentivar o plantio de árvores. Quem participar da campanha ganhará em troca uma muda de árvore frutífera. “A ideia surgiu em parceria com o IAT, a fim de realizar o descarte de resíduos e, ao mesmo tempo, contribuir com a preservação ambiental”, informa Keli.

Segundo a secretária a expectativa da ação é muito boa, e em outras atividades foram coletados números expressivos no município. “Esperamos que a adesão seja significativa, lembrando, que deverão ser respeitados todos os protocolos para evitar a contaminação do coronavírus, por esse motivo, a entrega também será realizada no formato drive-thru”, destaca Keli, pontuando que todo o cuidado para a não proliferação do vírus causador da covid-19 será observado.

Destino do lixo eletrônico

Os aparelhos eletrônicos perdem sua vida útil, assim tornando-se lixo eletrônico, os exemplos mais comuns são monitores de computador, telefones celulares e baterias, computadores, televisores, câmeras fotográficas, impressoras, entre outros.

Depois da coleta realizada no IAT os materiais serão encaminhados para a Cooperativa dos Agentes Ambientais de Pato Branco.  “Então é realizada a separação das partes de acordo com o tipo e características do material a fim de proceder com a revenda do material que possui valor econômico, bem como destinação final ambientalmente adequada”, explica a Secretária de Meio Ambiente do município.

Keli comenta que as pessoas estão sendo mais conscientes sobre a necessidade de preservar os recursos naturais. “Por isso, estão sendo convidados a realizar o descarte correto e, em troca, os moradores levam para casa uma muda de árvore frutífera nativa produzida nos viveiros do IAT”, finaliza.

Mudas de árvores

Esta será a primeira vez no ano que a campanha de coleta de lixo eletrônico vai distribuir mudas para a população.

De acordo com a secretária, também servirá para a avaliar a aceitação da população com a iniciativa.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima