Município segue desapropriando áreas do entorno do aeroporto

A expectativa do Município de Pato Branco é que neste mês de setembro seja assinado o convênio com a Infraero, que deve possibilitar a execução da segunda parte das obras do Aeroporto Municipal Juvenal Cardoso (Aeroporto de Pato Branco).

Enquanto isso, o Município, que segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pato Branco, Osmar Braun Sobrinho, segue aguardando os recursos do Estado e da União. Neste intervalo de tempo, as desapropriações de áreas do entorno também, que integram a primeira fase, também estão em andamento.

Dando continuidade nestes encaminhamentos, na segunda-feira (31) e na quarta-feira (2), o Legislativo de Pato Branco apreciou em primeira e segunda votação, pedido de abertura de crédito especial de pouco mais de R$ 415 mil, para a desapropriação de dois imóveis, que juntos compreendem área de 4,6 mil metros quadrados.

De acordo com o prefeito Augustinho Zucchi, “aquilo que for possível negociar nós vamos negociando, o que tiver que desapropriar nós vamos desapropriar e estamos trabalhando nessa segunda fase do aeroporto que vai culminar com a construção do novo terminal.”

Ele lembra que já foi realizada a intervenção da rua lá, que possibilitará as novas obras. “Assim teremos a mudança de classificação do nosso aeroporto. Nós queremos que nosso aeroporto possa receber aeronaves com maior capacidade.”

Mudanças

A ampliação a pista do Juvenal Cardoso, segundo o que Município vem divulgando permitirá a mudança da classificação e receber pousos e decolagens de aviões como Boeing 737-700, que comporta até 186 lugares.

Ampliação

A obra de ampliação do aeroporto, passa pelo projeto do novo terminal com sete mil metros quadrados, além da certificação e homologação. A previsão é de que o novo terminal tenha dois pavimentos, escada rolante, elevador, sala de embarque e desembarque para mais de 300 pessoas; duas máquinas de raio-X; check-in para quatro empresas e sala vip.

O projeto de melhorias, contempla ainda um novo pátio de aeronave; pista de rolamento para ligação entre pista de pouso/decolagem e pátio de aeronaves; cercamento da área operacional do aeroporto; estacionamento de veículos; áreas de circulação, além da ampliação da largura de toda a pista, de 30 metros para 45metros.