Pato Branco

Ordem de serviço para a construção do novo teatro municipal é assinada

A ordem de serviço é referente a primeira etapa da obra do teatro, cuja área total é de 2.164,95 m² - Foto: Imagem do projeto

Na manhã dessa terça-feira (3), no Largo da Liberdade, o prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, assinou a ordem de serviço que autoriza o início das obras para a construção do novo Teatro Municipal Naura Rigon, uma vez que o teatro antigo foi destruído por um incêndio de grandes proporções em abril de 2018 e desde então o novo teatro tem sido um anseio da população.

A ordem de serviço é referente a primeira etapa da obra, cuja área total é de 2.164,95 m², o valor total do investimento é de R$ 2.834.018,39 e a empresa responsável pela execução é a PGC Engenharia de Obras Ltda.

Zucchi destacou que nessa primeira fase, cuja expectativa é de que leve 240 dias para ser executada, será feita toda a parte de estrutura, fundação e cobertura. “A obra ficará bem encaminhada, apenas para a conclusão no próximo ano”, completou.

Praça do Novo Horizonte

Também na manhã de ontem (3), Zucchi assinou outras ordens de serviços, cujo total de investimentos, junto com o do teatro, chega a R$ 3.877.097,00.

Uma delas é a que autoriza a obra de construção da praça do bairro Novo Horizonte, localizada na rua Bento Gonçalves, esquina com a rua Dos Cravos. O valor total do empreendimento é de R$ 243.154,84, a empresa responsável pela execução é a Civilar Construções Eireli – ME e o prazo para a finalização é de 150 dias.

Canalização Córrego Fundo

Também foi autorizada obra para a construção do canal de drenagem, em galeria aberta de concreto, no Córrego Fundo, entre a rua Clarice Cerqueira e rua Genuíno Piacentini. O valor total do investimento é de R$ 689.469,44, a empresa responsável pela execução é a JBBS Construção civil Eireli – ME e o prazo para a finalização é de 90 dias.

Vigilância Sanitária

Outra obra autorizada na manhã dessa terça-feira, a partir da assinatura da ordem de serviço, foi a instalação de infraestrutura e cabeamento estruturado de rede elétrica, da nova sede do Departamento de Vigilância Sanitária. O valor total será de R$ 110.454,56, a empresa responsável pela execução da obra é a Civilar Construções Eireli – ME e o prazo de finalização é de 60 dias.

Recursos garantidos

O prefeito explicou que essas são obras que já estavam programadas e que são importantes, como é o caso do teatro. “Estamos executando em duas fases. A primeira será realizada agora, no valor de cerca de R$ 1.800.000,00. Já em relação a praça do bairro Novo Horizonte, que aguarda a liberação do terreno por parte do Estado, que ainda está no nome da Cohapar, mas que já foi dada a ordem de serviço com recursos próprios. Sobre o cabeamento e toda a estrutura elétrica da Vigilância Sanitária, assim como as demais obras, terão início imediato”, destacou.

Zucchi frisou que as obras começarão com recursos garantidos, pois estavam planejadas desde o início do ano e que por conta da pandemia atrasou, mas que agora está sendo dada sequência ao planejamento normal dessas obras.

Em relação a canalização do Córrego Fundo, o prefeito explicou que é uma parte que faltava. “Estamos reaproveitando uma parte de recursos do ministério e estamos dando uma contrapartida para aproveitar o recurso e fazer a extensão da canalização que é muito importante para aquela região”, frisou.

Histórico do Teatro

– Um incêndio de grandes proporções destruiu o Teatro Municipal Naura Rigon, de Pato Branco, na madrugada do dia 17 de abril de 2018 e causou grande comoção na cidade.

– Além do palco, poltronas, cobertura e estrutura física, o fogo também consumiu as memórias dos pato-branquenses que, desde a sua construção, o tinham como cenário de grandes espetáculos, conquistas profissionais, lazer e entretenimento.

– Não há uma única família em Pato Branco que não tenha aplaudido um amigo ou familiar após a colação de grau no palco do Teatro, ou dado boas risadas ou chorado de emoção em um espetáculo. Palestras, musicais, reuniões de pais das escolas, conferências, shows culturais, tudo era motivo para lotar as poltronas do Naura Rigon.

– Ainda mais se o evento reunia um número grande de público, porque ele era o único que conseguia acolher a todos em sua estrutura. Desde quando velhinho, desgastado pelo tempo, corroído pelo uso, até depois da reforma, com poltronas novas, boa iluminação e ar-condicionado.

– O espaço foi palco das principais manifestações artísticas e culturais desde a década de 1990 e reinaugurado em junho de 2016, após obras de revitalização que custaram ao Município investimentos da ordem de R$ 670 mil, em recursos próprios.

– Apesar das chamas, as estruturas da Biblioteca Municipal Professora Helena Braun e do Museu Histórico José Zanella, anexos ao Teatro, não foram atingidas, não comprometendo, assim, o acervo bibliográfico e histórico de Pato Branco.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima