Pato Branco

Sanepar investe nos sistemas de água e esgoto de Pato Branco

ETE no bairro Fraron - Divulgação

Assessoria

Depois de aumentar a capacidade de tratamento e de reservação de água em Pato Branco, a Sanepar segue investindo em obras, manutenções e melhorias para garantir o fornecimento de água a 100% da população urbana.

O sistema de esgoto sanitário também recebe investimentos com a finalidade de ampliar o índice de atendimento com a coleta e o tratamento.

O principal empreendimento em água é o da obra elétrica da captação no Rio Pato Branco, onde está sendo ampliada a subestação de energia com dois novos transformadores que trarão segurança e confiabilidade operacional. Além disso, estão sendo substituídos os conjuntos moto-bombas os quais vão permitir aumento da produção de água e o atendimento da demanda da população.

Essa etapa da ampliação deve ser concluída até maio do próximo ano. Os investimentos são de R$ 2,8 milhões.

O gerente regional, Edenilson Albani, diz que o trabalho da Sanepar é contínuo, com o compromisso de manter o abastecimento de forma equilibrada com água de qualidade e quantidade suficiente para suprir a demanda da cidade.

Em paralelo estão sendo executadas melhorias no sistema de distribuição de água. A antiga rede de ferro da Rua Arariboia está sendo substituída por tubos de PEAD de 225 milímetros de diâmetro.

São 600 metros de tubulação nova entre as ruas Tamoio e Aimoré. A obra deve ser concluída ainda neste mês. A estação elevatória de água tratada, que funciona nas proximidades da estação de tratamento, está sendo relocada para melhorar o abastecimento e garantir o fornecimento de água para as regiões dos bairros Planalto, Alto da Glória, Menino Deus, São João e Primavera.

Esse trabalho é similar ao que foi executado em outras elevatórias de água no ano passado e que melhorou as condições de abastecimento para a Zona Sul, Bairro Pinheirinho, Novo Horizonte e Cristo Rei.

Novos trabalhos

A força tarefa da Sanepar não para quando se trata de garantir o abastecimento. Um novo anel de distribuição de água (rede mestre ou tronco) será instalado da Rua Ibiporã até a Rua Tamoio, a partir de novembro. A nova tubulação, que deve ser concluída em fevereiro do ano que vem, vai melhorar a distribuição de água da área central e dos bairros Pinheiros e La Salle.

Para 2021 está programada a implantação de mais um anel de distribuição de água e serão substituídas redes na região do Bairro Planalto. Serão instalados 3,3 mil metros de tubulação de PEAD de 225 milímetros. E será executada a interligação do reservatório da Rua Itabira até o Bairro Fraron, onde serão feitas também as readequações de redes e a otimização do reservatório local.

Esgoto sanitário

Estão em processo de licitação as obras de reforma e melhoria da estação de tratamento de esgoto ETE Ligeiro. O trabalho prevê aumentar a eficiência da unidade com a implantação do sistema de pós-tratamento.

O objetivo é melhorar a qualidade do efluente antes de ser lançado no corpo receptor. Concluída a licitação, a empresa vencedora terá prazo de 240 dias para executar a obra. Essa estação deve funcionar até 2023 quando deverá entrar em operação a nova estação de tratamento de esgoto no município.

Edenilson diz que essa obra é muito aguardada pela população e que todos os esforços estão sendo aplicados nesta proposta de transferência de local da estação, antecipando a licitação que estava prevista apenas para 2022. “E lembramos que, independente da mudança, todo o esgoto coletado na cidade recebe tratamento na unidade que está em operação no Bairro Fraron”, afirma o gerente.

Ainda em 2023, serão iniciadas as obras de ampliação das redes coletoras de esgoto da cidade. Com mais 99 mil metros de tubulações, a nova estrutura deverá coletar e tratar os dejetos de 3.677 imóveis das regiões dos bairros São Francisco, São Luiz, Vila Izabel, Parque do Som, Picolli, Primavera e Menino Deus. Com esse investimento, Pato Branco deverá fechar 2025 com 91% de cobertura com a rede coletora de esgoto.

Enquanto essas obras não chegam, a Sanepar segue fazendo melhorias na rede coletora. Iniciou em maio deste ano a substituição de 1,5 mil metros das antigas manilhas por tubulação em PVC de 150 milímetros de diâmetro.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima