Pato Branco

Setor de eventos apresenta proposta para retomar atividades

Em Pato Branco, o setor de eventos apresentou uma proposta para que as atividades sejam retomadas - Foto: José Fernando Ogura/ANPr

Durante a reunião dessa terça-feira (15) do Comitê de Combate ao Covid-19, no Largo da Liberdade, em Pato Branco, o setor de eventos apresentou ao Município uma opção de protocolo para que as atividades possam ser retomadas.

Uma das representantes do setor, Suzana Baggio, que vem acompanhando o trabalho do Comitê e está coordenando o protocolo, explicou que serão seguidas todas as medidas necessárias para a prevenção do coronavírus.

Suzana disse que para chegar a formatação desse protocolo foi um processo lento, acompanhando tudo que estava acontecendo em Pato Branco e na região. “Fomos muito empáticos quanto a isso e procuramos ter cuidado, analisando tudo que possivelmente poderia ser controlado nesse momento. Os eventos não estão abertos livremente, todos precisam ser apresentados na Vigilância Sanitária, mas conseguimos apresentar uma proposta que representa todo o setor”, observou.

Suzana ressaltou que o foco é retomar as atividades de forma segura. “Que possamos fazer o evento dentro da medida de segurança, de forma regulamentada. Não é uma iniciativa aberta, livre, imprudente. A gente quer voltar a trabalhar, porque foi um setor muito desgastado e precisamos voltar, gradativamente, a apresentar nossa proposta para as pessoas se animarem, comemorarem suas festas, seus eventos. Estamos fazendo com muito cuidado, estipulado o número máximo de convidados, com espaçamentos adequados, uso de álcool gel, medida da temperatura, entre outros”, salientou.

Cancelamentos

Sobre o número de eventos que foram cancelados em Pato Branco desde o início da pandemia, Suzana revelou que o cancelamento ocorreu praticamente em toda agenda deste ano. “Tem pessoas, nas empresas de eventos, que estão gastando todo o seu capital para se manter, para poder, no ano que vem, cumprir esses compromissos. O maior problema é que os novos eventos não estão surgindo, para poder empatar esse desgaste financeiro”, frisou.

A relação entre os clientes e os fornecedores, segundo Suzana, tem sido tranquila. “Estamos conseguindo mudar a data, reagendar. Os noivos, inclusive, muito atenciosos conosco; não há problemas de contratos, estamos sendo totalmente empáticos com a situação”, comentou.

Aumento das testagens

Pato Branco vinha numa sequência de dias com baixo índice de casos confirmados. Na semana passada, por exemplo, o quadro deixou a população otimista por conta das poucas confirmações, entre os casos suspeitos. Porém, nesta semana aumentou o número de testagens e, consequentemente, o número de casos confirmados.

Essa situação, de acordo com a secretária municipal de Saúde de Pato Branco, Márcia Fernandes de Carvalho, se deu em reflexo ao feriado. “Depois de um grande pico veio uma ótima semana epidemiológica, com números muito bons, mas hoje já temos um número elevado tanto de coletas quanto de casos positivos, resultado do último feriado. Sobre esse protocolo, estamos falando de eventos profissionais. Aglomerações, eventos de comunidades, cervejadas e afins continuam proibidos e serão notificados e multados pela Saúde. A flexibilização se dá aos poucos e se refere aos eventos profissionais em locais específicos e devidamente autorizados pela Secretaria de Saúde, com toda a estruturação epidemiológica de controle. Todos os dados serão avaliados. Será permitido realizar esses eventos com no máximo cem pessoas, dependendo do ambiente”, destacou.

O prefeito Augustinho Zucchi frisou que por enquanto as restrições são as mesmas. “Continua tudo do mesmo jeito, os eventos não estão liberados ainda, somente a partir de 1º de outubro, naquela forma que discutimos: com até cem pessoas, não pode ter música ao vivo, não será uma liberação de eventos de aglomeração, será similar a um jantar, um restaurante, um aniversário limitado ou até um casamento, mas feito naquela forma que estabelecemos”.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima