Pato Branco

Supermercados de Pato Branco voltarão a atender aos domingos

Pato Branco contabiliza 934 casos de covid-19 - Crédito: Marcilei Rossi

O Comitê Gestor de Combate à pandemia do Coronavírus (Covid-19) também definiu que entre os dias 1º e 12 de outubro, menores de 12 anos poderão frequentar lojas de artigos infantis

Após quase sete meses funcionando dentro das medidas de prevenção a covid-19, os supermercados de Pato Branco poderão voltar a funcionar aos domingos, após o Município publicar uma normativa em Diário Oficial. Com a nova flexibilização, o horário e o funcionamento, aos domingos, será de acordo com cada empresa do ramo.

Além dos supermercados outros setores da economia local vêm solicitando a abertura aos domingos assim como a permissão para extensão do horário de atendimento.

Conforme o prefeito Augustinho Zucchi, uma maior flexibilização está sendo analisada. “Prefiro demorar para abrir do que abrir e fechar, como aconteceu em outros municípios”,disse o prefeito em entrevista coletiva após a reunião do Comitê Gestor de Combate à pandemia do Coronavírus (Covid-19), na manhã desta terça-feira (29).

Covid-19 e surto na carceragem

Para Zucchi, mesmo após o episódio de contaminação em massa da covid-19 dentro da carceragem da Cadeia Pública de Pato Branco, o Município está evoluindo positivamente no combate à doença.

Com relação ao surto na carceragem, ele disse que todas as medidas necessárias para controlar a contaminação foram tomadas. “Teve atendimento médico, as pessoas já estão medicadas e recebendo acompanhamento”, explicou completando que além dos detentos, profissionais, que recentemente estiveram no local realizando uma operação, também receberão acompanhando.

Dia da Criança

Como a proximidade do Dia das Crianças, o Município modificará o decreto 8.723, publicado em Diário Oficial em 30 de julho deste ano, permitindo assim a entrada de crianças menores de 12 anos em estabelecimentos comerciais que trabalhem com público infantil, porém somente entre os dias 1º e 12 de outubro.

Retorno de aulas

Conforme o prefeito, o Comitê está analisando a possibilidade de retornar algumas atividades práticas. Segundo ele, essa ação contemplará principalmente estudantes universitários que estão se formando — situação em que são necessárias horas de aulas práticas para a conclusão de curso.

Com relação ao retorno das aulas presenciais para os alunos do terceiro ano do Ensino Médio, protocolos estão sendo estudados.

Prática de esportes

Zucchi disse ainda que há uma reivindicação muito grande quanto a retomada das práticas esportivas no Município. Segundo ele, a volta está sendo analisada para funcionar com um maior número de pessoas e dentro das medidas de prevenção à covid-19.

Realização de reuniões

Por enquanto, ainda não estão permitidas no Município reuniões com um grande número de participantes. Conforme o prefeito, a liberação de eventos com até 100 pessoas depende de uma orientação do Estado do Paraná. “Por enquanto, nós estamos cuidando para que haja, em qualquer tipo de reunião, a limitação de pessoas e o distanciamento e uso de equipamentos de proteção”, disse.

Informe epidemiológico

De acordo com o informe epidemiológico semanal de covid-19, emitido ontem, pela Secretaria Municipal de Saúde, 5,3% dos casos confirmados em Pato Branco são importados e 94,7% são comunitários, ou seja, não possuem vínculo com algum caso importado de outra região para o Município.

Conforme o boletim semanal, os maiores contaminados com a doença em Pato Branco são os adultos, entre 20 e 59 anos de idade, seguidos pelos idosos acima de 60 anos e adolescentes entre 10 a 19 anos.

Com relação ao gênero dos positivados para a doença, as mulheres foram responsáveis por mais da metade das contaminações no Município.

Entre os bairros, o Centro é o que mais aponta casos de covid-19, tendo contabilizado 219 ocorrências da doença.

Até ontem Pato Branco contabilizava 934 casos de coronavírus. Destes, 861 estão recuperados, 54 se recuperam em isolamento domiciliar, dois estão internados em leitos de enfermaria e 17 evoluíram a óbito em decorrência da doença.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima