Legislativo autoriza doação de imóvel para construção da sede do Ciruspar

Por onze votos favoráveis, a Câmara Municipal de Pato Branco aprovou, em primeira votação, na sessão ordinária dessa segunda-feira (22), o Projeto de Lei nº 95 de 2021, de autoria do prefeito Robson Cantu (PSD), que autoriza o Executivo Municipal a doar imóvel ao Consórcio Intermunicipal da Rede de Urgências do Sudoeste do Paraná – Ciruspar (Samu 192). A segunda votação está prevista para esta terça-feira (23), em sessão extraordinária.

Segundo o projeto, a doação destina-se a edificação da sede própria, que abrigará todas as estruturas vinculadas ao Samu 192, como a Central de Regulação de Urgências, garagem das ambulâncias, almoxarifado regional e a sede do Núcleo de Educação Itinerante, que será um polo de educação em urgências para a região.

O Ciruspar é um consórcio público constituído por todos os 42 municípios do Sudoeste do Paraná, que administra o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), estando submetido a ele toda estrutura administrativa, bem como 12 Bases Descentralizadas e a Central de Regulação, que acolhe os acionamentos de urgência e emergência de toda a sua região de abrangência.

A entidade é mantida com recursos advindos da União (29,6%), do Estado (20,6%) e dos 42 municípios consorciados (49,8%), gerenciando o serviço regional com mais de 360 funcionários e o Núcleo de Educação Itinerante, que propicia treinamento, capacitação e orientação aos profissionais de saúde, escolas e comunidade em geral na região Sudoeste, destacando Pato Branco como polo de educação em saúde.

“O serviço prestado pelo Samu 192 é de extrema relevância à população de toda a região Sudoeste, visto que o seu atendimento, desde a implantação do Consórcio, reduziu o número de óbitos de forma significativa, o tempo de internação em hospitais, bem como as sequelas decorrentes da falta de socorro imediato. O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas que atendem às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população”, especifica o projeto.

10 anos

Gerson Luiz Leonarski, coordenador de Enfermagem, destacou que a doação do terreno para o Ciruspar – que administra o Samu no Sudoeste – representa a consolidação de um serviço que no próximo mês, 20 de dezembro, completa 10 anos de atividades.

“Nesses 10 anos foram realizadas 600 mil ligações atendidas pela Central de Regulação do Samu. A construção da sede é um sonho não só para a parte administrativa, mas para todos os quase 400 funcionários do Ciruspar, e da parte política atual e dos que já deixaram seus mandatos. Isso porque nesses 10 anos de Samu houve empenho de muitos políticos, gestores, secretários de Saúde, para a consolidação do Ciruspar, que atende os 42 municípios do Sudoeste”, ressaltou.

Gerson enfatizou ainda a satisfação dos funcionários com a expectativa de uma sede organizada, com fluxos apropriados dentro de cada proposta de trabalho. “Esse terreno representa o reconhecimento pelo trabalho que vem sendo realizado. E também, em relação a parte técnico-administrativa, com a sede própria unificada será possível anexar no mesmo espaço de trabalho os setores administrativo e operacional, e o núcleo de educação, onde será implantado um centro de simulação realística, onde os 42 municípios serão contemplados. Atualmente esses departamentos atuam separadamente. Com a unificação haverá também a redução de custos”, completou.