Política

Legislativo propõe homenagem ao Abrace pelo trabalho social em Pato Branco

A vereadora e procuradora da mulher, Maria Cristina de Oliveira Hamera, propôs a homenagem - Foto: Arquivo/CMPB

Na sessão da Câmara Municipal de Pato Branco de quarta-feira (9), a vereadora e procuradora da mulher Maria Cristina de Oliveira Rodrigues Hamera (PV) propôs a Moção de Aplauso nº 7/2021, a ser concedida ao Grupo de Voluntários do Projeto Abrace.

Segundo a vereadora, o grupo se uniu para “a construção de uma sociedade justa e solidária e tem como missão atuar em defesa dos interesses das entidades beneficentes, fortalecendo o voluntariado e visando a garantia da valorização humana”.

Junto com Maria Cristina, também assinaram a proposição os vereadores Claudemir Zanco (PL), Dirceu Luiz Boaretto (Podemos), Eduardo Albani Dala Costa (MDB), Januário Koslinski (PSDB), Joecir Bernardi (PSD), Lindomar Rodrigo Brandão (DEM), Marcos Junior Marini (Podemos), Rafael Celestrin (PSD), Romulo Faggion (PSL) e Thania Maria Caminski Gehlen (DEM).

De acordo com o documento, o Projeto Abrace iniciou as atividades em 2018, quando um grupo de mulheres resolveu unir o trabalho voluntário ao conhecimento e às habilidades que adquiriram ao longo dos anos, aliando-os a força, a dedicação e a união para desenvolver projetos que gerassem uma fonte de recursos exclusiva para distribuição a entidades filantrópicas, como o Lar de Idosos São Vicente de Paulo, Missão SOS Vida, APAC, Hospital do Câncer de Pato Branco, Remanso da Pedreira, entre outros, pois constataram que as instituições pato-branquenses necessitam de apoio da sociedade para manter os atendimentos.

“Numa somatória de esforços e de resultados, o Abrace uniu conhecimentos adquiridos desde o tempo das avós, com habilidades e técnicas modernas de preservação de produtos e de sabor. Além de projetos de cozinha saudável, também mantém os projetos de costura, artesanato, bolachas confeitadas e geladeira solidária, que atendem as demandas sociais das próprias voluntárias, UTls, neonatal de hospitais e outras demandas que surgem no decorrer do ano, no município”, destacou a vereadora.

Voluntariado

Ao longo dos anos, além das bolachas confeitadas confeccionadas em datas especiais, como Natal e Páscoa, o grupo também realiza outras atividades. No artesanato são feitos os polvinhos de crochê para auxiliar na reabilitação de bebês recém-nascidos e prematuros que precisam de tratamento intensivo, além de mantas, gorros e outros itens utilizando o tricô e crochê. No projeto das costuras, no ano de 2020, as voluntárias confeccionaram mais de 5.000 unidades de máscaras para doação. No projeto Cozinha Saudável é feita a produção de molhos de tomate tradicional e geleias de frutas feitos com alimentos naturais, sem conservantes e nem corantes. “O molho de tomate do Abrace é o mais famoso de Pato Branco”, garantem as voluntárias do grupo, que se envolvem durante todo o ano nos trabalhos em prol da comunidade pato-branquense.

Como funciona

Os voluntários se reúnem nas dependências do pavilhão da comunidade São Francisco de Assis, no bairro Bortot, em Pato Branco, de segunda a sexta-feira, das 13h30 às 18h, para produzir e colorir as bolachas artesanais, trabalhar na produção de itens para a cozinha saudável, entre outras demandas.

O valor resultante da comercialização de todos os produtos que o projeto Abrace produz é destinado às entidades locais. Ao longo do ano, o espaço foi modernizado e reestruturado para oferecer ainda mais qualidade na produção dos produtos, como também a quem se disponibiliza a colaborar nos trabalhos executados.

Atualmente o grupo conta, em média, com 120 voluntários que dedicam tempo e amor ao trabalho, sempre comprometidos com os benefícios oferecidos às instituições de Pato Branco.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima