Política

Sindicato expõe ao Legislativo situação precária dos servidores da Saúde

O documento foi protocolado na Câmara Municipal de Pato Branco, na manhã dessa quinta-feira (27) - Foto: Assessoria/CMPB

Na manhã dessa quinta-feira (27), o presidente do Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos Municipais de Pato Branco – SINDSERVE, Alberi Giacomelli, protocolou ofício junto ao Legislativo expondo relatos de servidores sobre a situação precária do sistema de Saúde e as atuais condições de trabalho relativas à Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24h de Pato Branco. O documento encaminhado pelo sindicato solicita a adoção de medidas pelo Executivo Municipal.

De acordo com Giacomelli, diversos servidores entraram em contato para relatar as condições atuais de trabalho na UPA 24h. “Constam das informações passadas que a unidade está sem servidores suficientes para atendimento da população, sendo que as escalas estão contando com apenas sete assistentes em saúde e cinco enfermeiros, sendo que o mínimo ideal é a atuação conjunta de dez assistentes em saúde e sete enfermeiros, sendo que a farmácia precisa de ao menos dois assistentes e a recepção precisa de um”.

Servidores positivados

Segundo o ofício enviado pelo sindicato, a situação irá piorar nos próximos dias, pois diversos servidores lotados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) positivaram para covid-19 e estarão ausentes por, no mínimo, 14 dias.

“Necessário e urgente, portanto, que sejam adotadas medidas para a contratação de pessoal que possa imediatamente laborar na UPA 24h, seja através de PSS ou de contratação de pessoas jurídicas especializadas. Em razão de diversos servidores vacinados estarem sendo contaminados e positivando para covid-19, faz-se necessária nova sorologia naqueles lotados no UPA para verificação da imunidade. Caso não se verifique a imunização, devem os mesmos ser vacinados novamente”, destacou Giacomelli.

Falta de segurança

O presidente do sindicato ressaltou que dos relatos “também se verificou a inexistência de segurança no local, sendo necessária a colocação de vigilância 24h para garantir a integridade física dos servidores lotados naquela unidade.

Possibilidade de greve

Giacomelli enfatizou também que é importante destacar “a urgência do pagamento do auxílio-covid, tal como foi feito no ano passado, eis que o mesmo foi prometido aos servidores da linha de frente ao combate à pandemia e até o momento não houve o pagamento. Diversos servidores estão cogitando a ideia de greve, eis que exaustos, trabalhando ininterruptamente em substituição de colegas doentes ou afastados, sem a devida segurança e sem receber aquilo que foi prometido”.

Nota de pesar

Também nessa quinta-feira (27) a Prefeitura de Pato Branco emitiu uma nota de pesar pelo falecimento da servidora pública municipal, Ivandra Gisele Delgado.

Ivandra atuava na recepção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) como técnica de enfermagem e faleceu em decorrência da covid-19, no início da semana.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima