Vereadores questionam falta de medicamentos de uso contínuo na farmácia municipal

De autoria do vereador Claudemir Zanco (PL), em parceria com os vereadores Januário Koslinski (PSDB), Romulo Faggion (PSL) e Thania Maria Caminski Gehlen (DEM), foi protocolado na segunda-feira (13), na Câmara Municipal de Pato Branco, o Requerimento nº 1011, de 2021, que requer ao Executivo Municipal informações sobre o porquê da falta de medicamentos de tratamento contínuo na farmácia municipal.

De acordo com o documento, entre os medicamentos que estão em falta destacam-se a venlafaxina, cilostazol, mirtazapina e enalapril, que são utilizados no tratamento de doenças como depressão, problemas circulatórios, insuficiência cardíaca e hipertensão, entre outras.

A justificativa para o requerimento, segundo os vereadores, é que “estão chegando muitas reclamações dos usuários que necessitam destes medicamentos. Muitos deles de uso contínuo e na farmácia municipal não tem previsão de entrega”.

Executivo

A reportagem do Diário do Sudoeste conversou com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Pato Branco que explicou, com base nas informações fornecidas pela Secretaria Municipal de Saúde, que “os medicamentos venlafaxina e cilostazol já estão disponíveis para a população. Houve falta por um período devido à pandemia, que atrasou a produção por falta de matéria-prima. O enalapril nunca esteve em falta. Já o miratazapina está em processo de licitação para aquisição”.