Região

Comida Boa distribui mais de 26 mil vouchers na microrregião de Pato Branco

Cada cartão foi carregado com o total de R$ 150 cada, sendo R$ 50 por mês (Crédito: Geraldo Bubniak/AEN)

Com duração de aproximadamente três meses, o programa Comida Boa — instituído pelo Governo do Estado do Paraná — encerrou-se no dia 8 de agosto. Em todo o Paraná, mais de 794 mil vouchers [cartões], de R$ 50 (mensais), foram entregues aos beneficiários, a fim de colaborar com a população em situação de vulnerabilidade na aquisição de alimentos.

Só na área de abrangência do Núcleo Regional da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab), em Pato Branco, que compreende 15 municípios, 26.193 vouchers foram distribuídos pelo Estado aos municípios durante esse período de programa. A informação é da chefe do Núcleo Regional, Leunira Tesser.

Ela conta que participou, segunda (31) e terça-feira (1º), dos atendimentos escalonados no Escritório Regional de Pato Branco da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), juntamente com o chefe do escritório regional, Carlos Roberto Gabriel; aos prefeitos e/ou representantes das secretarias de Assistência Social dos municípios da microrregião.

Na oportunidade, houve a prestação de contas do programa, bem como o recolhimento dos cartões que os municípios não conseguiram entregar aos beneficiários, devido mudança de endereço ou óbito, por exemplo.

“A distribuição foi realizada aos beneficiários do CadÚnico e 20% a autodeclarados, ou seja, pessoas com vulnerabilidade social comprovada. Eles foram entregues por beneficiário e não por família. Porém, não ultrapassando o número máximo dois membros por família”, explica Leunira.

Ela diz que o programa foi custeado 100% pelo Governo do Estado do Paraná, por meio do Fundo de Combate à Pobreza, e desenvolvido em parceria entre a Seab e a Sejuf.

Regional

Dos mais de 26 mil cartões distribuídos entre os municípios da microrregião de Pato Branco, Palmas foi o que mais recebeu, totalizando em 5.928 unidades. Pato Branco, por sua vez, foi o segundo que mais recebeu, com 5.651.

“Lembrando que esses são os números de vouchers que os Municípios receberam do Estado, mas nem todos foram efetivamente distribuídos aos beneficiários. A média de entrega entre os 15 municípios da região foi 86%”, observa o chefe do Escritório Regional de Pato Branco da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), Carlos Roberto Gabriel, acrescentando que as quantidades estão ligadas aos números de CadÚnico registrados nas secretarias de Assistência Social.

Em todo o Estado, 4.923 estabelecimentos comerciais aderiram ao programa, ou seja, estavam cadastrados para venda no Comida Boa. Desses, 138 foram entre os 15 municípios da Regional, dos quais 29 pato-branquenses.

Tendo em vista que foram pagas três parcelas (uma por mês) de R$ 50, em que famílias em situação de vulnerabilidade puderam comprar produtos alimentícios durante a pandemia, Leunira informa que girou mais de R$ 3,9 milhões no comércio local dos 15 municípios da Regional da Seab de Pato Branco.

“O beneficiário somente pode utilizar o voucher no estabelecimento cadastrado para o comércio de alimentos. Vale lembrar que o Comida Boa é uma das ações do Governo do Estado. Há, ainda, a entrega dos alimentos produzidos pela agricultura familiar, pois não havendo aulas regulares eles são entregues durante a semana às famílias. Assim, consumidos pelas crianças em suas casas e sendo uma complementação a outros programas já oferecidos pelo Estado”, observa.

Ela destaca, ainda, o trabalho dos secretários de Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara; e Mauro Rockenbach, de Justiça, Família e Trabalho.

“Eles estiveram à frente do Comida Boa, criado pelo governador Ratinho Junior. Momento extremamente delicado de covid-19, sobretudo a toda população em situação de risco, que com o voucher conseguiram colocar comida na mesa. Também precisamos relatar a importância do programa Leite das Crianças, que, mesmo com a pandemia, continua atendendo em média 2.200 crianças diariamente. Somente em julho deste ano, o programa entregou mais de 66 mil litros”, finaliza.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima