Covid-19: governo municipal e Ministério Público iniciam força-tarefa

Assessoria

São Lourenço do Oeste (SC) está no nível gravíssimo (cor vermelha) para a Covid-19 e as perspectivas de agravamento da situação preocupam as autoridades. Desta forma, Secretaria de Saúde, por meio das Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica, e Ministério Público iniciam uma força-tarefa. O objetivo é verificar o cumprimento do isolamento obrigatório de pacientes positivos para a Covid-19.

O gerente da Vigilância Sanitária, Filipe Martins, explica que, a partir de agora, a Unidade Sentinela, juntamente com os laboratórios particulares, encaminharão para a Vigilância Epidemiológica as fichas dos casos positivos detectado em exame. Assim, a Vigilância Sanitária fará a vistoria in loco nas residências. “Caso verifique-se que a pessoa não se encontra no local, as informações são encaminhadas para o Ministério Público, para que faça o acionamento dessas pessoas na via judicial”, explica.

Martins acrescenta que a ação, que começou nesta segunda-feira (21), durará o tempo necessário para que o número de casos diminua a patamares mais seguros no município. “Esta parceria é importante pra demonstrar que todas as instituições de saúde, justiça e segurança pública estão engajadas na causa de combate à Covid-19 e, principalmente, fortalecer as ações em conjunto para uma resposta mais rápida na punição do desrespeito as medidas sanitárias.”

Avaliação

O gerente da Vigilância Sanitária explica que, até o momento, as ações eram mais pontuais e vinham de demandas geradas por denúncias de particulares. “Tivemos alguns processos sanitários lavrados, que acarretaram em multa as pessoas que descumpriam a quarentena obrigatória. Alguns processos foram encaminhados também a 1ª Promotoria, que resultaram também em multas”, diz. Nas últimas semanas, foram abertos 11 processos administrativos contra indústrias, comércio e particulares.

Martins reforça que, mais do que nunca, é preciso que a população se mantenha respeitando as normas de higiene. “Temos observado ainda muito desrespeito ao isolamento obrigatório. Pessoas positivas estão realizando outras tarefas e saindo do isolamento. Isso é um risco enorme para a sociedade e dificulta muito a redução dos números no município. A palavra de ordem agora é respeito”, enfatiza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *