Escola de Itapejara D’Oeste implanta projeto para que alunos entendam a formação histórica e geográfica do município

Alunos se encontraram com pioneiros do município / Crédito: Divulgação

A Escola Estadual Irmão Isidoro Dumont, de Itapejara D’Oeste está desenvolvendo com alunos do 8° ano A e B, em parceria entre a Universidade de Lisboa e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) de Francisco Beltrão, o projeto ‘Nós propomos’.

O projeto faz parte da tese de doutorado da professora Gracieli Daiane Gnoatto Hrchorovitch, com o objetivo de apresentar ao poder público do município um projeto para implementar um museu na escola e ensinar aos estudantes sobre a história e geografia do município.

No total, 60 estudantes estão participando das atividades, com a professora Gracieli, que leciona geografia três vezes na semana para os alunos, está desenvolvendo as ações. O projeto será desenvolvido entre os anos de 2022 e 2024.

Objetivo

O intuito do projeto Nós propomos é caracterizar o processo histórico-geográfico da formação territorial de Itapejara D’Oeste, resgatando as memórias do município. A ação foi desenvolvida, inicialmente, entre os anos de 2017 e 2019 na mesma escola, porém, ficou parado entre 2020 e 2021 devido a pandemia da covid-19.

Para a execução das atividades, nos dias 29 e 30 de junho, os alunos participaram, em conjunto com professores, de uma roda de conversa com os 15 pioneiros do município e seus remanescentes que ainda vivem no local.

Como surgiu o projeto

O Nós propomos foi apresentado pela professora Drª Mafalad Nesi Franscischett, orientadora da professora Gracieli em sua tese de doutorado, ainda em 2017. A proposta metodológica foi desenvolvida em conjunto ao Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa, a Unioeste/campus de Francisco Beltrão, e coordenado pelo Núcleo Regional de Educação de Pato Branco e a escola que está aplicando o projeto no município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.