Região

Feira Itapejarense retoma atendimento nesta sexta-feira

A estrutura da feira será construída na praça Arnaldo Busato (Crédito: Lucas Biolki)

Após alguns meses sem atendimento, em virtude da pandemia do novo coronavírus, a Feira Itapejarense retoma suas atividades nesta sexta-feira (11). Ela ocorrerá das 8h às 17h, provisoriamente no pavilhão da Igreja Matriz.

Contudo, nos próximos meses, passará a atender em uma estrutura própria, na praça Arnaldo Busato. De acordo com o Departamento de Administração de Itapejara D’Oeste, em torno de R$ 150 mil será investido na obra, a qual será licitada pelo Município na próxima terça-feira (15).

Após a homologação da empresa responsável, o prazo de execução desse espaço destinado à feira será de 120 dias. Além da cobertura, contará com depósito, cozinha e banheiros adaptados, em uma área de, aproximadamente, 210 metros quadrados.

Segundo o chefe da divisão do Departamento de Agricultura, Lucas Biolki, a feira existe há cerca de dez anos e iniciou com um grupo de dez pequenos produtores rurais do município, que tinha o apoio de uma cooperativa de crédito.

“A feira ocorria uma vez por mês na praça da Igreja Matriz. Com o passar do tempo, eles não tiveram mais este apoio. Assim, recentemente, os produtores buscaram auxílio do setor público, que vai construir um espaço na praça situada em frente à prefeitura”, diz, acrescentando que a estrutura será da prefeitura, porém disponibilizada para uso da feira.

Além do Município, o grupo conta com o apoio da Associação dos Suinocultores de Itapejara D’Oeste, que está colaborando com material para que a feira tenha suporte necessário para reiniciar, como “mesas, cadeiras, banners e até mesmo mão de obra para organizar o local, que a princípio será improvisado”, informa.

Produtores

Cerca de 15 produtores estão reiniciando as atividades, por enquanto sem a participação do poder público. “Entretanto, no novo espaço os trabalhos e a organização serão supervisionados pelo Departamento Municipal de Agricultura”, afirma Bioki.

Ele completa que “o número de produtores poderá ser ampliado, conforme a procura de interessados a expor seus produtos. A ideia é criarmos oportunidade para todos os pequenos produtores de nosso município”.

Até a conclusão da obra, a feira continuará sendo realizada no pavilhão da Igreja Matriz, sem datas definidas. “Quando a estrutura estiver pronta, ela ocorrerá semanalmente; muito provável nas sextas-feiras, com horário a ser definido”.

Serão comercializados vários tipos de produtos, como hortaliças, frutas, doces e salgados. Também alguns produtos de origem animal [desde que esteja legalizado], artesanatos, bem como será servido café colonial no local.

Ainda haverá no local produtos da Queijaria Martinazzo, de Itapejara D’Oeste, que — conforme divulgado, em julho de 2018, pelo Diário do Sudoeste — foi premiada na época com o melhor queijo no concurso “Queijos artesanais do Paraná”, realizado em uma parceria entre o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

No ano seguinte, a queijaria também foi premiada com medalha de ouro no 5º Concurso Nacional Queijo Brasil, promovido pela Associação de Comerciantes de Queijos Artesanais Brasileiros (Comer Queijo).

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima