Lar dos Idosos em Mangueirinha está próximo de se tornar realidade

Local terá 332,07 m² e será erguido no bairro Cacique Cretã – estratégico por estar próximo a Unidade Básica de Saúde (UBS) e possuir acessibilidade

Com Paloma Stedile

As obras da estrutura do Lar dos Idosos em Mangueirinha devem iniciar ainda no segundo semestre deste ano. A decisão foi tomada após ser confirmado o recurso estadual de R$ 1 milhão para a construção. O valor é oriundo de uma emenda individual do deputado estadual, Ademar Traiano.

De acordo com o vice-prefeito do município, Leandro Dorini, para erguer a estrutura houve a contrapartida de um terreno do município, com área superior a 2.500 m².

Após o início das obras, a expectativa é que a construção seja finalizada em seis meses, ou seja, ainda neste ano. “O Lar dos Idosos terá 332,07 m² e será erguido no bairro Cacique Cretã. Depois de estudos identificamos ser uma ótima localização, por ser um local estratégico, próximo a Unidade Básica de Saúde (UBS) e possuir acessibilidade”, explicou o vice.

Andamento do projeto

A ideia de construir o próprio Lar dos Idosos não é de hoje. Conforme Dorini, a demanda é bastante antiga, uma vez que Mangueirinha não possui um local especifico para o acolhimento de pessoas idosas. Hoje, quando é necessário algum atendimento, buscam-se vagas em lares de municípios vizinhos.

O desenvolvimento do projeto começou ainda em 2018, quando a atual administração solicitou a Secretaria de Assistência Social e ao Departamento de Habitação um levantando no município sobre a demanda para um lar de idosos. “Após alguns estudos identificamos um número bastante grande de idosos com alto grau de vulnerabilidade social, no qual necessitam de atendimentos exclusivos e qualificados.”

Na época também foi iniciada um estudo de como funcionam os lares na região. Os locais visitados foram o Centro Pastoral Educacional Dom Carlos em Palmas, o Lar da 3ª Idade João Paulo II em Clevelândia e Condomínio Municipal do Idoso em Francisco Beltrão.

Apesar de ser uma iniciativa municipal, a prefeitura tem a intenção de fazer chamamento público para passar a gestão do projeto a uma entidade regulamentada, que assumirá a administração do local.

Idosos beneficiados

Após concluídas as obras o local terá capacidade para atender 20 idosos. No primeiro momento não serão abertas vagas para pessoas de outros municípios, apenas de Mangueirinha.

O atendimento no centro de acolhimento será integral, ou seja, funcionará como uma casa para os idosos. Há uma possibilidade de, no futuro, a estrutura ser ampliada e passar a realizar atendimentos durante o dia, para atividades recreativas.

De acordo com o vice-prefeito, o lar contará com um regimento interno e com o apoio do Conselho Municipal do Idoso. “Eles irão avaliar e selecionar, por grau de vulnerabilidade e avaliação sócio econômica, de acordo com as normas e acompanhamentos dos setores ligados a Secretaria de Assistência Social e Saúde”, disse Dorini, concluindo que as vagas serão distribuídas igualmente entre homens e mulheres.

Equipe de profissionais

Inicialmente não há uma lista de quais profissionais devem trabalhar no local. No entanto, como explica o vice, os trabalhadores serão escolhidos de acordo com a demanda inicial.