Região

Palmas institui comitê de volta às aulas

Os alunos têm feito atividades remotas durante esse período (Crédito: Pexels)

Na sexta-feira (28), a Prefeitura de Palmas instituiu o comitê de “Volta às aulas”. A iniciativa foi da Secretaria Municipal de Educação, “a partir do entendimento que cada município possui uma realidade, bem como enfrenta diferentes fases com relação a pandemia de coronavírus”, afirma a secretária Joseana Maria Nicolaou.

De acordo com o Art. 2º do Decreto 3.713, publicado em 28 de agosto, o comitê de “Volta às aulas” será composto por representantes, titulares e suplentes de órgãos e conselhos municipais, que vão elaborar e implementar um plano de ação com todos os protocolos necessários, quando houver o retorno às aulas presenciais na rede municipal, após o período de pandemia.

Além da Secretaria de Educação, Esporte e Cultura, o comitê será formado por membros de conselhos municipais (de Educação, do Fundeb, de Alimentação Escolar, de Saúde, de Assistência Social, e dos Direitos da Criança e do Adolescente).

Também por representantes das secretarias municipais de Saúde e Assistência Social, bem como da Vigilância Sanitária, do Comitê de Transporte Escolar e do Conselho Tutelar.

Segundo o Art. 3º do Decreto 3.713, poderão ainda ser convidados representantes dos sindicatos dos Professores e dos Servidores Municipais, Ministério Público, diretores das escolas privadas vinculadas ao Sistema Municipal de Educação, conselho escolar de escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), e diretor da unidade escolar da rede municipal de ensino.

“O decreto, que institui o comitê “Volta às aulas, foi publicado na última sexta-feira (28). E, atendendo ao disposto no artigo primeiro, nos próximos dez dias os titulares dos órgãos e entidades deverão indicar os representantes, que serão designados mediante Resolução da Secretaria Municipal de Educação para fazer parte do comitê, para então serem realizadas reuniões”, diz a secretária.

Atividades remotas

Conforme Joseana, Palmas tem atualmente 5.622 alunos, distribuídos entre nove escolas urbanas, seis escolas do campo e 13 centros municipais de educação infantil.

Ela lembra que a rede municipal de Educação possui sistema de ensino da FTD, “sendo que todos os alunos possuem apostilas e o material escolar (cadernos e outros componentes do kit, que receberam no início do ano letivo), tanto das escolas urbanas, como rurais. Assim, todos, inclusive os Cmeis, funcionam mediante atividades remotas”.

A secretária acrescenta que, para isso, foram criados grupos para cada turma, de cada escola. Aos alunos, que não têm acesso à internet, estão sendo entregues semanalmente atividades impressas aos pais na própria escola em que seu filho estuda.

Quanto ao retorno das aulas no município, ela afirma que não há previsão, “considerando que Palmas se encontra em período pandêmico e, para tal, a recomendação é o isolamento social, de acordo com a Secretaria de Estado da Educação. Pretende-se definir como será o retorno, após o posicionamento da Secretaria Estadual de Saúde”, finaliza.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima