Região

Sanepar retoma vistorias nas ligações de esgoto em Francisco Beltrão

Assessoria

Nesta primeira semana de agosto, a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) reinicia a programação de visitas nos imóveis de Francisco Beltrão, depois de o serviço ter parado em março devido à pandemia do coronavírus. Serão feitas vistorias técnicas ambientais (VTA) em 2.115 imóveis da região Norte da cidade, onde foi implantada rede coletora de esgoto. O trabalho deve se estender até o fim de outubro.

As vistorias analisam se a ligação do imóvel à rede coletora de esgoto foi feita de forma adequada a fim de evitar transtornos operacionais, danos ao meio ambiente e incômodo à população. A verificação inclui todas as instalações sanitárias: canalização do esgoto, caixa de gordura na saída das pias de cozinha ou de churrasqueiras e tubulação da água da chuva.

O gerente regional, Ativo Miguel Beier, lembra que uma ligação inadequada pode trazer transtornos ao morador e a cidade. “Se as calhas de chuva forem interligadas ao sistema de coleta de esgoto, por exemplo, em dias de chuvas pode haver extravasamento em vias públicas ou refluxo do esgoto para dentro dos imóveis. E, se o esgoto for lançado nas galerias de águas pluviais, o prejuízo ambiental é grande, pois contamina o solo e a água dos córregos e rios”, explica.

O gerente destaca ainda que, sem caixa de gordura, o imóvel contribui com os entupimentos das tubulações, causando mau cheiro, rompimentos e danos na rede coletora e nas estações de tratamento.

Procedimento

Na visita, os técnicos fazem um teste com corante à base de água nas instalações hidráulicas, verificam caixa de gordura, pias, tanques e ralos. Se for encontrada qualquer anormalidade ou irregularidade, o morador é notificado para que faça as correções, com prazo de 30 dias. As equipes retornam para uma segunda verificação, num prazo médio de 60 dias. Caso ainda persista a irregularidade, as notificações serão encaminhadas para a Vigilância Sanitária do município que, junto com a área de meio ambiente, faça autuação e encaminhamentos necessários.

Identificação e segurança

Para segurança dos moradores, as equipes da empresa Ecoworks, contratada para esse trabalho, utilizam coletes e crachás de identificação de prestador de serviço para a Sanepar. Em caso de dúvida, os clientes podem entrar em contato com a Sanepar pelo telefone 0800-200-0115 ou diretamente na Central de Relacionamento da Sanepar, na rua Antônio Carneiro Neto, n° 2.493.

A equipe contratada segue todas as recomendações da área da saúde para garantir a segurança dos agentes e da comunidade como medida de enfrentamento a covid-19.

Exigência

Conforme determina o Código Sanitário Estadual, é obrigatória a ligação de todos os prédios residenciais, comerciais e industriais localizados em áreas servidas por sistema de coleta de esgoto. O lançamento indevido do esgoto doméstico provoca mau cheiro, poluição, proliferação de insetos e favorece o surgimento de doenças pelo contato com a água poluída. Lançar água de chuva na rede coletora de esgoto pode provocar extravasamento e também prejudicar o processo de tratamento.

Clique para comentar
Para cima