Secretário da Segurança Pública apresenta pacote de investimentos para municípios do Sudoeste

A Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop) sediou, na quarta-feira (12), um encontro do secretário estadual da Segurança Pública, Rômulo Marinho Soares, com os prefeitos da área de abrangência do 21º Batalhão da Polícia Militar (BPM), para apresentar um pacote de investimentos em municípios da região.

“Nós temos alguns municípios, sobretudo os de menor porte, que têm apontado situações de dificuldade com a escolta de presos para outras cidades, relacionada à falta de efetivo enquanto os policiais militares estão em deslocamento até a unidade prisional. E, também, o objetivo é que o Sudoeste mantenha esses bons índices na segurança pública, com baixa criminalidade e proporcionando tranquilidade à nossa população”, destacou o presidente da Amsop e prefeito de Francisco Beltrão, Cleber Fontana.

De acordo com o secretário, os investimentos nos 26 municípios da microrregião devem atingir os R$ 12,8 milhões. E, contemplam a implantação de duas delegacias-cidadãs (em Francisco Beltrão – com início das obras previsto para fevereiro – e Santo Antônio do Sudoeste); aquisição de quatro conjuntos de maletas para local de crime, a serem utilizadas pela Polícia Científica, bem como, a implantação de uma central do Projeto Olho Vivo, em Francisco Beltrão. Este projeto, que também irá atender a microrregião, consiste em um sistema integrado com as prefeituras para o monitoramento por câmeras que visam o reconhecimento facial de foragidos e de placas de veículos furtados e roubados.

 “Conforme o ranking de competitividade elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em parceria com a Tendências Consultoria, a secretaria da Segurança Pública do Paraná subiu da 8ª posição para a 4ª posição em gestão, planejamento e uso da tecnologia”, ressaltou Soares.

Ainda durante a reunião com os prefeitos, o secretário anunciou quatro novas unidades prisionais, com 750 vagas cada uma, nas cidades de Londrina, Guaíra, Foz do Iguaçu e Ponta Grossa. E, ainda, enalteceu os índices baixos de criminalidade em todas as regiões paranaenses: “porque em todas as regiões do Paraná nós temos feito um trabalho muito intenso de combate ao crime, com forças-tarefa, parceria com a Força Nacional de Segurança na fronteira com Paraguai e Argentina, e isso reflete em todas as regiões do estado”.

O secretário ainda ouviu as demandas dos prefeitos para a área de segurança pública, onde a principal reivindicação foi o aumento do efetivo. Como, por exemplo, em Boa Esperança do Iguaçu, onde a prefeita em exercício, Odilmara Freitas, relatou haver apenas um policial militar para atender o município.

Como resposta à questão do efetivo, o secretário declarou que irá estudar a possibilidade de transferir 150 policiais militares a serem capacitados em Cascavel, para reforçar os municípios atendidos pelo 21º BPM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.