Região

Segunda fase de projeto habitacional no loteamento Santa Isabel tem início em São João

Local onde serão construídas as novas 42 unidades habitacionais - Crédito: Prefeitura de São João

Após o início das obras, as 42 moradias devem ser entregues a seus proprietários em até oito meses

Nesta semana, o Município de São João iniciou a segunda fase da construção das unidades habitacionais no loteamento Santa Isabel, situado no bairro Cristo Rei, próximo ao trevo com saída para Dois Vizinhos.

Nesta etapa do projeto serão construídas 42 residências, da qual já estão definidos seus futuros proprietários. As novas moradias serão entregues em até oito meses.

Ao todo, o loteamento Santa Isabel contará com 123 unidades habitacionais. Destas, 42 já foram entregues, outras 42 serão construídas nos próximos meses nesta segunda etapa, e 37 serão erguidas na terceira fase do projeto.

Quantidades de casas

O número de casas que será construído no conjunto habitacional pode parecer alto quando comparado com a população de São João, que é de aproximadamente 10 mil habitantes. Porém, as 123 unidades vêm para suprir a necessidade das famílias que vivem no Município de ter a casa própria, pois, muitas são pessoas que se mudaram para a localidade em busca de novas oportunidades de emprego.

A secretária municipal de Promoção Social e Direitos Humanos, Elizandra Ogliari, explica que muitos procuram São João para trabalhar em uma cooperativa instalada no Município. “A assistência social tem percebido aumento na demanda de atendimentos de procura espontânea de pessoas oriundas de outros municípios que estão vindo a São João com o intuito de oportunidade de trabalho e melhor qualidade de vida”, disse.

De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o Município de São João tem realizado mais contratações formais do que demissões.

Ao longo deste ano, o Município vem se mantendo positivo em seu saldo de geração de empregos, tendo apresentado um índice negativo apenas em maio. Porém, mesmo com um saldo negativo naquele mês, São João conta com um acumulado positivo, ou seja, ao longo dos seis meses contratou mais do que demitiu.

Critérios para moradia 

Para as famílias terem acesso a uma das unidades habitacionais, precisavam comprovar ao Município a capacidade de pagamento, além de terem seu cadastro de financiamento habitacional aprovado pela Caixa Econômica Federal.

Além disso, para adquirir uma residência, o futuro proprietário não poderia ter nenhuma restrição em seu CPF, além de provar que a renda de sua família é superior a R$ 1.600. “É feito uma avaliação técnica social, uma visita na residência, e a Assistência Social faz a análise dos critérios de renda”, explicou a secretária Elizandra.

Residências

Conforme o secretário municipal de Administração e Finanças, Ivan Carlos Carpenedo, cada terreno tem metragem de 220 metros quadrados e a residência, de 42 metros quadrados, será dividida em sala, cozinha, dois quartos e lavanderia.

Conforme Ivan, a casa com toda a infraestrutura, terá um valor de R$ 95 mil. Deste valor, as famílias podem financiar até 80% junto com a Caixa. Os outros 20%, o Governo Federal fornece um subsídio, que varia de acordo com a renda de cada proprietário.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima