Região

Sudoeste chega a uma população estimada de 628.164 pessoas

Conforme os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a região teve um aumento de menos de 1%, em comparação com 2019

Conforme os dados divulgados ontem (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população residente estimada no sudoeste do Paraná é de 628.164 pessoas. Com relação ao ano passado, foram registradas, a existência de 2.786 novos moradores, o que, ao ser comparado com o total populacional da região, não chega a 1% de crescimento.

De 2019 para este ano, apenas 18 dos 42 municípios da região contabilizaram um aumento no número de sua população residente. Entre eles, Francisco Beltrão, Pato Branco, Palmas e Dois Vizinhos foram os que mais se destacaram no acréscimo populacional. Estes mesmos municípios, também são, conforme os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), os que mais geram empregos formais no Sudoeste.

Já entre os municípios com queda no número de residentes, Coronel Vivida, Clevelândia, Salgado Filho e Honório Serpa foram os que mais se destacaram, tendo registrado o declínio de pelo menos 90 pessoas.

Crescimento no Sudoeste

Apesar de o número de residentes no Sudoeste ter aumentado neste ano, em comparação com anos anteriores, um levantamento feito pela reportagem do Diário do Sudoeste, apontou que, nos últimos cinco anos, a população em toda a região Sudoeste teve um aumento de apenas 8.297 pessoas, ou seja, um acréscimo de apenas 1,32% no número de residentes na região.

Conforme o apanhado, entre os anos de 2017 e 2018 houve a maior queda populacional no Sudoeste nos últimos cinco anos, onde foi registrado uma queda de mais de três mil pessoas.

Após 2018, a população na região voltou a crescer, tendo sido registrada até o momento de quase seis mil pessoas. No comparativo entre os anos, esses novos residentes se concentram entre os quatro municípios que recebem novos moradores [Francisco Beltrão, Pato Branco, Palmas e Dois Vizinhos], que também são os mais populosos.

Declínio populacional

O Diário também apurou que, 16 dos 42 municípios da região, vêm registrando um declínio no número de seus habitantes, pelo menos desde o ano de 2015.

Conforme as informações encontradas nos dados disponibilizados pelo IBGE, os municípios de Coronel Vivida, Ampére, Mangueirinha, Planalto, São Jorge D’Oeste, Renascença, Honório Serpa, Nova Esperança do Sudoeste, Flor da Serra do Sul, Cruzeiro do Iguaçu, Bom Jesus do Sul, Salgado Filho, Bela Vista da Caroba, Bom Sucesso do Sul, Sulina e Boa Esperança do Iguaçu são os que anualmente vem registrando uma queda em seus residentes.

Porém, a partir de 2017, outros sete municípios da região também começaram a apresentar declínio em seus moradores. São eles Clevelândia, Pérola D’Oeste, Pranchita, Nova Prata, São João, Verê e Manfrinópolis.

Ou seja, nos últimos três anos, mais da metade dos municípios do Sudoeste vem registrando uma queda em seus moradores. Pelos dados apurados, mesmo que 19 municípios continuem crescimento, sendo destes apenas quatro com aumento expressivo. É possível ponderar, que dos habitantes que deixam algum município do Sudoeste, nem todos ficam na região.

População nacional

Com as novas informações, a população do Brasil chega a 211,8 milhões de habitantes, neste ano, tendo crescido 0,77% em relação a 2019.

O estudo, com data de referência em 1º de julho, mostra que 21,9% da população está concentrada em 17 municípios, todos com mais de um milhão de habitantes, sendo que 14 são capitais estaduais.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima