Região

Sudoeste tem aumento de 22% de casos confirmados de covid-19 em uma semana

Em uma semana, 839 novos exames positivaram para a doença (Crédito: Free Stock)

Nos últimos sete dias — entre 15 e 21 de agosto —, o Sudoeste teve aumento de 22% do número de casos confirmados de coronavírus, passando de 3.807 para 4.646. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), por meio do informe epidemiológico publicado diariamente.

Somente nesta última semana, nove pessoas faleceram com o diagnóstico de covid-19, passando de 62 para 71 mortes. Em relação aos pacientes recuperados, no mesmo período, aumentou de 2.249 para 2.836.

Dos 42 municípios da região, Francisco Beltrão é o que totaliza maior número de casos confirmados desde o início da pandemia [793]. Referente aos pacientes recuperados, desde o mês de março, Pato Branco se destaca com 519 pessoas; este mesmo município também é o que mais registrou óbitos [13].

Últimas 24h

Entre quinta (20) e sexta-feira (21), a região teve 110 novos pacientes positivados para o vírus, passando de 4.536 para 4.646. Em relação aos recuperados, houve 130 pacientes nas últimas 24h, aumentando de 2.706 para 2.836.

O número de óbitos também aumentou, com dois casos, nos municípios de Palmas e Dois Vizinhos. Assim, chegando a 71 pacientes que não resistiram à doença.

Estado

Em todo o Paraná, nas últimas 24h foram confirmados 2.328 novos casos de covid-19 e mais 37 óbitos devido a infecção causada pelo coronavírus. Dessa forma, o Estado soma 113.335 casos confirmados e 2.894 mortos em decorrência da doença.

De acordo com a Sesa, até a tarde de sexta-feira (21) havia 1.028 pacientes com diagnóstico confirmado de covid-19 internados. Desses, 830 em leitos SUS (384 em UTI e 446 em leitos clínicos/enfermaria) e 198 em leitos da rede particular (69 em UTI e 129 em leitos clínicos/enfermaria).

Além disso, havia outros 1.048 pacientes internados, 509 em leitos UTI e 539 em enfermaria, que aguardavam resultados de exames. Os leitos [onde estão internados] são das redes pública e particular; e esses pacientes são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima