O Batalhão da Polícia Rodoviária (BPRv) realizou de 8 a 12 de outubro a Operação Padroeira nas rodovias estaduais do Paraná. A fiscalização teve por objetivo coibir o excesso de velocidade, embriaguez ao volante e outros crimes de trânsito.

Com relação aos acidentes, foram registrados 89, com 18 mortes e 79 feridos. Das 18 mortes, quatro ocorreram nas rodovias do Sudoeste, área de abrangência da 6ª Companhia, sediada em Pato Branco. O número de mortes dobrou, mas o BPRv não fez um comparativo de acidentes com o feriado do ano passado, pois o fluxo de veículos e pessoas neste ano foi bem maior com a flexibilização das restrições em relação a pandemia.

Durante a Operação Padroeira, os policiais registraram 4.491 imagens de radar de veículos por excesso de velocidade. Além disso, oito pessoas foram notificadas por embriaguez ao volante, sendo que seis foram presas. No Interior do Estado, com o Canil do Batalhão, ocorreram as apreensões de 44,5 quilos de entorpecentes, durante abordagens a ônibus de turismo.

PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou uma queda de 22% no número de acidentes e de 9% na quantidade de feridos graves. Esse foi o resultado da Operação Nossa Senhora Aparecida 2021 nas rodovias federais do Paraná.

A ação foi desenvolvida entre a sexta-feira (8) e a terça-feira (12). No período ocorreram 121 acidentes, com 39 feridos graves e oito pessoas perderam a vida. Nos mesmos cinco dias do ano passado, foram registrados 155 acidentes, com 43 feridos graves e oito mortes.

Os policiais flagraram 60 motoristas dirigindo embriagados, 311 pessoas estavam sem o cinto de segurança, além de 62 crianças que não utilizavam adequadamente um dispositivo de retenção, como a cadeirinha. Ainda, foram registradas 384 ultrapassagens irregulares durante o feriado. Esse tipo de conduta é responsável pela maioria dos acidentes do tipo colisão frontal, onde o motorista não consegue efetuar em tempo a manobra de ultrapassagem ou força a passagem, colidindo frontalmente com o veículo que está trafegando no sentido contrário. (Agência PRF)