Segurança

Estado recebe 100 fuzis do Exército para reforçar segurança pública

Os fuzis serão empregados nos batalhões de fronteira e nas equipes especiais da corporação - Foto: Divulgação

O Governo do Paraná recebeu 100 fuzis calibre 7,62 mm M964 do Exército Brasileiro. A entrega simbólica foi feita pelo general Carlos José Russo Assumpção Penteado, comandante da 5ª Divisão de Exército, ao governador Carlos Massa Ratinho Junior na quinta-feira (13) no Forte do Pinheirinho, em Curitiba.

O armamento e os 200 carregadores que acompanharam a entrega foram direcionados para a Polícia Militar. Os fuzis serão empregados nos batalhões de fronteira e nas equipes especiais da corporação. O governador destacou que as armas vão ajudar no trabalho de policiamento ostensivo e no combate ao tráfico. “O Exército Brasileiro tem nos ajudado muito nas fronteiras com o Paraguai e a Argentina. Essa parceria tem gerado as maiores apreensões de drogas da nossa história. São fuzis de grosso calibre e longo alcance, ou seja, armas pesadas para usar de forma estratégica”, afirmou Ratinho Junior. “Nossas equipes já começaram a preparação para usar esse armamento. Queremos estar sempre à frente do crime organizado”.

O governador afirmou que a Secretaria de Segurança Pública trabalha intensamente para modernizar a Polícia Militar e a Polícia Civil com novos equipamentos, armamentos e viaturas. “Reduzimos a violência urbana, os homicídios, furtos e roubos, e a média de solução de crimes em alguns locais do Estado ultrapassa os índices de países de primeiro mundo. Todo esse trabalho conta com a contribuição do Exército nas fronteiras. A parceria em Foz do Iguaçu e Guaíra tem sido exemplar”, acrescentou Ratinho Junior. “Os paranaenses agradecem esse apoio fundamental”.

O chamado “fuzil de assalto leve” é utilizado pela Infantaria e pelos Fuzileiros do Exército Brasileiro. É um armamento de origem belga, mas essas armas foram fabricadas no País. O modelo é usado em exércitos de 90 nações e tem capacidade de disparar 120 tiros por minuto e alcance útil de 600 metros. É o armamento padrão das tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

“Atingimos três grandes objetivos com essa doação: dar mais condições para a Polícia Militar no enfrentamento contra a delinquência, o que possibilita combate diário com mais eficácia; reforçar os laços históricos das polícias com o Exército; e reconhecer o trabalho do Governo do Estado em prol da segurança pública”, disse o general Penteado. “Temos a certeza de que o armamento será entregue para profissionais que vão honrar o compromisso com a defesa da vida”.

Segurança

O secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, destacou que a distribuição de parte do armamento será amparada pelo georreferenciamento dos batalhões de fronteira. “Esses fuzis chegam em boa hora. Aumentamos o relacionamento com as forças federais nas fronteiras, e, com esse reforço, os policiais militares terão mais condições de igualdade para combater o contrabando e o crime organizado”, disse o secretário.

Os fuzis também serão empregados para combater os assaltos a bancos. “A Polícia Militar do Paraná agradece o Exército Brasileiro. Essa amizade nasceu nos campos de batalha e se prolonga até hoje. Eles serão cedidos para combater as organizações criminosas e também para reforçar o combate às quadrilhas de roubo a banco”, explicou o coronel Péricles de Matos, comandante-geral da Polícia Militar do Paraná. (AEN)

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima