Segurança

Operação Paspi prende acusados de homicídio em Beltrão

A operação resultou em 15 prisões, apreensões de armas e drogas- Foto: Lucas Maciel

As Polícias Civil e Militar deflagraram na manhã de sexta-feira (31) a Operação Paspi no combate a um grupo armado, que é suspeito de ter matado um rapaz de 19 anos e baleado outras seis pessoas, entre elas, uma criança e um adolescente, no mês de abril deste ano no bairro Padre Ulrico, em Francisco Beltrão. Os policiais cumpriram 13 mandados de prisão temporária e 19 de busca e apreensão domiciliar.

A ação policial resultou na prisão de 11 suspeitos de participação no homicídio e outros quatro em flagrante por estarem com produtos ilícitos, como armas e drogas. Os policiais também apreenderam seis armas de fogo e cerca de dois quilos de drogas, sendo crack, cocaína e maconha.

A vítima de homicídio no mês de abril foi Lucas da Rosa Brizola, 19 anos. Oito homens encapuzados e armados efetuaram diversos tiros contra uma residência, onde estava Lucas, que morreu, e as outras seis pessoas que foram baleadas, mas sobreviveram.

As investigações apontam que Lucas era o alvo do grupo armado, que agiu de forma cruel, pois havia outras pessoas no local, inclusive uma criança e um adolescente, mas não se preocuparam quem seria atingido, desde que a vida de Lucas fosse retirada.

A Polícia Civil dará continuidade nas investigações. Os presos serão ouvidos com o objetivo de descobrir a participação de cada um deles no homicídio.

A operação, que contou com dezenas de policiais, viaturas e até aeronave, recebeu esse nome, pois na mitologia Tupi-Guarani, Paspi significa “arma do submundo”.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima