Segurança

PRF apreende vinhos, perfumes e eletrônicos em Pato Branco

Assessoria

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na noite da última quinta (25), uma grande quantidade de mercadorias importadas sem o devido desembaraço aduaneiro, em Pato Branco. As mercadorias importadas irregularmente eram transportadas por quatro passageiros num ônibus que fazia a linha Francisco Beltrão a Florianópolis.

Por volta das 21h30, uma equipe da PRF abordou o ônibus de viagem e, em vistoria no compartimento de cargas do veículo, foram encontradas quatro malas contendo garrafas de vinho importado, além de diversos outros volumes contendo perfumes e eletrônicos.

As quatro pessoas, responsáveis pelas malas foram identificadas e liberadas. As mercadorias foram apreendidas e encaminhadas para a Receita Federal.

Ainda na quinta – feira (25), diversos itens eletrônicos foram apreendidos pela PRF em dois carros apreendidos em Maringá. Em valores comerciais, as mercadorias ultrapassam R$ 100 mil.

Por volta das 01h30, na BR-376, (contorno Norte de Maringá), policiais rodoviários federais realizavam uma fiscalização voltada ao combate a criminalidade, quando avistaram dois veículos transitando próximos um do outro e com velocidades incompatíveis.

Os policiais os abordaram e constataram que ambos estavam transportando mercadorias de origem estrangeira sem o devido desembaraço aduaneiro.

Os veículos, um Toyota Corolla com placas de Colômbia, São Paulo, conduzido por um homem de 29 anos, e um Toyota Corolla com placas de Rubinéia, São Paulo, conduzido por um rapaz de 20 anos. Em ambos os carros havia um passageiro.

Entre as mercadorias transportadas, havia diversos aparelhos eletrônicos tais como, decodificador/receptor de TV, equipamentos de informática e telefones celulares. Parte desses produtos estavam escondidos no interior dos bancos de ambos os veículos.

As mercadorias foram apreendidas e encaminhadas junto aos veículos ao Depósito da Receita Federal em Maringá. Já os condutores e passageiros, após identificados, foram liberados.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima