Doação de leite humano salva vidas

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) a amamentação deve ser de forma exclusiva até os seis meses de idade. A doação de leite materno é essencial para crianças cujas mães não conseguem amamentar ou que se encontram hospitalizadas. Segundo Ministério de Saúde, em 2020 no Brasil foram doados 229 mil litros, dos quais 157 mil foram distribuídos, beneficiando 212 mil recém-nascidos a partir da doação de 182 mil mulheres. Em nosso território, estima-se que a cada ano nascem 330 mil crianças prematuras ou com baixo peso, isso equivale a 11% do total de nascidos no país.

Amamentação e Leite Humano Salvam vidas

Nos últimos dias, o Banco de Leite Humano São Lucas recebeu a doação de um carro para auxiliar nos serviços prestados à comunidade. A doação tem como objetivo aumentar a ampliação da coleta, porém são encontradas algumas dificuldades para a distribuição em outros centros que não sejam as instituições do município.

Segundo Laís Munaretto, nutricionista coordenadora do Banco de Leite, “para poder encaminhar para outros centros seria necessário montar postos de coleta nesses locais para que as doadoras possam ser auxiliadas em suas dúvidas, orientadas quanto à coleta e armazenamento e também que esses serviços possuam estrutura para manipular e distribuir esse leite para os receptores que necessitem.”

“Além do aumento de número de doações, seria necessário a estruturação de novos postos de coleta, concretização de parcerias com outros apoiadores e também com serviços públicos, capacitação de mais profissionais para atuação no Banco de Leite Humano e também nos Postos de Coleta de Leite Humano”, destaca Laís.

Em relação às parcerias que o Banco de Leite Humano tem, a nutricionista relata “quando recebemos o curso de capacitação em manejo clínico da amamentação estendemos o convite para os serviços de saúde do município de Pato Branco, nos municípios que compõe a 7ª Regional de Saúde e também para os profissionais do Hospital Regional de Francisco Beltrão, porém ainda não tivemos a procura de nenhum para criação de Postos de Coleta, somente o Instituto Policlínica de Pato Branco montou um posto de coleta e vem contribuindo com a captação de leite humano”.

Não é necessário ter uma produção grande de leite para ser doadora, e não precisa de uma quantidade mínima para doação. É importante lembrar que um (1) litro de leite materno doado, pode alimentar até dez (10) recém-nascidos por dia. A depender do peso do prematuro, um (1) ml já é o suficiente para nutri-lo cada vez que for alimentando.

Além disso, a produção de leite humano obedece à lei da demanda, ou seja, quanto mais leite é retirado (para doação ou sugado pelo seu bebê), mais leite é produzido.

A doação do leite materno ajuda a mudar o futuro de muitas crianças. Com a conscientização de políticas públicas que incentivem a doação são essenciais. Para ser uma doadora de leite humano a mulher deve ser saudável, estar amamentando seu próprio filho, ter os exames de pré ou pós-natal em dia, não fazer uso de drogas ilícitas, bebida alcoólica e de cigarro (ainda se permite doação se a mulher fumar no máximo 10 cigarros ao dia), tenha produção de leite excedente e também é necessário preencher a ficha cadastral. Para isso pode se dirigir até o Banco de Leite Humano São Lucas na Rua Dr. Sílvio Vidal, nº 75, sala 203 (2º andar). Se não puder ir até o local entrar em contato pelo telefone: (46) 3312-1161 ou pelo WhatsApp (46) 98821-8069.

Crédito da foto: Extraída da internet (https://pixabay.com/pt/photos/beb%c3%aa-peito-amamenta%c3%a7%c3%a3o-cuidados-21167/)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.