Vanilla

A mestra das makes

Fotos: Acervo pessoal e Wellynton Pizato

Uma conversa com Alícia Milani, a maquiadora que transforma rostos em verdadeirs obras de arte

Mesmo não sendo atriz, Alícia Milani já interpretou vários personagens da cultura pop. Harry Potter, Pantera Negra, Hellboy, Buzz Lightyear e  Pinhead, protagonista do filme de terror Hellraizer foram alguns deles. Para, digamos, dar vida a tantas figuras a jovem de 24 anos usa tintas, pincéis e outros materiais aplicados em seu próprio rosto.

Natural de Pato Branco, a maquiadora vem conquistando seguidores no Instagram através da maquiagem artística – até o fechamento desta reportagem eram cerca de 15 mil (@aliciamilani).

Além de personagens, Alicia também cria outras composições que transformam um rosto, literalmente e uma obra de arte. Ela já atua no ramo da beleza há cinco anos, mas foi há cerca de três que a vertente mais artística de seu trabalho começou a se destacar.

Fã das festas de hallowem, Alicia percebeu que suas maquiagens de caveira geravam muito engajamento nas redes sociais. De lá pra cá, são várias as fotos e vídeos que mostram o passo a passo e o resultado final de um processo que pode exigir até seis horas de dedicação.

Vanilla conversou com a maquiadora sobre o seu trabalho.

Vanilla – Alicia, por favor conta um pouco quem você é, qual sua idade, é natural de onde?

Alicia Milani – Eu sou natural de Mangueirinha, vim para Pato Branco aos sete anos, então me considero pato-branquense mesmo. Tenho 24 anos de idade, sou formada em Administração e atuo como maquiadora profissional a basicamente uns cinco anos.

Vanilla – E como você entrou na área da maquiagem profissional?

Alicia Milani – Então, no ensino médio eu queria cursar medicina, meu sonho de infância era ser médica. Na época eu era totalmente indiferente a  a área de estética, apesar de gostar de maquiagem.

Desde pequena eu era muito vaidosa. Minha mãe contava que eu passava batom pra ir no colégio, entre outras coisas. Esse gosto pela maquiagem, pelo atendimento começou a aflorar ainda lá no ensino médio.

Minhas amigas sempre pediam para eu maquiar elas, minha família, e eu comecei a me interessar mais. Visto isto eu queria fazer um curso, para me aprofundar mais, e saber mais sobre o assunto.

Vanilla – Você fala sobre maquiagem para eventos, festas e ocasiões assim, certo?

Alicia – Isso, maquiagem social, não maquiagem artística. E aí começou a aflorar esse lado. Nesse período eu comecei a fazer vestibulares para medicina, e a perceber que não era realmente o que eu queria, não era o mundo que eu queria pra mim.

Então decidi fazer administração, para ter o meu próprio negócio, abrir uma empresa, e ao longo da faculdade eu comecei a trilhar também esse caminho da maquiagem. E a minha carreira como maquiadora foi crescendo.

Vanilla – E você montou um salão, um espaço próprio?

Alicia – Nos cinco primeiros meses eu comecei atendendo a domicílio. Foi bem difícil esse início, inclusive, ninguém me conhecia, a gente usava mais o Facebook na época, não era tanto o Instagram. Em domicílio toma mais tempo, é bem mais cansativo.

Mas esse início foi muito importante bom pra mim, foi um período que eu precisei passar para aprender muita coisa. Depois desse período minha cunhada me convidou para trabalhar com ela, em um salão. Acho que fiquei um ano, um ano e meio.

Na época, a Maira Pazinato, que é super conhecida na cidade, me convidou pra atender no espaço dela. Passei um ano lá também, atendendo e dando cursos.

E aí eu tive um clique de fazer um projetinho do meu próprio estúdio, aqui em casa. A construção durou quase dois anos, e dentro desses dois anos eu atendi no espaço MK, que é um salão também bem conhecido na cidade.

Vanilla – E como você entrou no mundo da maquiagem artística?

Alicia Milani – Todo ano, no hallowen, eu fazia pelo menos uma maquiagem artística, que é a caveira, sempre fazia um tipo de caveira. Sempre gostei de ousar nas maquiagens e em 2018 eu quis fazer algo diferente.

Na semana do Hallowen eu quis fazer umas quatro maquiagens artísticas, e elas começaram a tomar uma proporção muito grande, o feedback era muito positivo, e isso começou a me impulsionar cada vez mais. Foi uma bola de nove sabe, que me aflorou muito mais do que a maquiagem social mesmo.

Não fiz nenhum curso na área de maquiagem artística, tudo que eu sei hoje é porque eu fui buscar, pesquisei sozinha, estudei sozinha. Se eu não estou trabalhando, estou estudando.

Vanilla – Você criar maquiagens artísticas para chamar a atenção para as suas redes sociais, ou há clientes que procuram esse tipo de serviço?

Alicia – Desde que eu comecei a fazer esse trabalho eu também comecei a receber clientes interessados na maquiagem artística. Para o Hallowen, carnaval, sempre tem gente que procura.

Também atendo para editoriais de moda, empresas de marketing, campanhas de publicidade, é bem legal, abre um campo novo no mercado de trabalho.

Vanilla – E esses editoriais, campanhas, são para empresas daqui, de fora?

Alicia – Eu fiz recentemente um para o Bodeguero, por exemplo. O trabalho ainda não chamou a atenção de fora, ainda não fui vista, mas aguardamos que sim (risos).

Vanilla – Você já fez maquiagens de personagens como Harry Potter, Pantera Negra, e vários outros. Como você escolhe os temas das maquiagens?

Alicia – O processo de criação é bem legal, pois eu sigo muitas pessoas que estão nesse entorno, da maquiagem artística. Muitas pessoas de fora do Brasil, desenhistas, enfim, muitas referências, e isso aflora a criatividade.

A gente fica ligada nos trends, na moda, e sempre procura ficar dentro desses trends.

Vanilla – Você já fez alguma maquiagem a pedido dos seus seguidores?

Alicia – Essa do Harry Potter eu fiz meio que na dúvida se daria certo, e viralizou muito bem, ficou muito bacana. E o pedido veio de fora, sempre que abro a caixinha de perguntas me pedem sobre sugestões de maquiagem. Sempre recebo no direct vídeos de outros profissionais, como sugestão. É muito bacana essa interação.

Teve uma outra que não veio de seguidores, mas foi sugestão do meu namorado, que foi a do Avatar. Que foi uma maquiagem que eu adorei fazer, e demorou bastante pra ficar pronta.

Vanilla – Quanto tempo em média demora para fazer uma maquiagem assim?

 AliciaDesde a preparação, da maquiagem em si, das fotos, da edição e da postagem, umas cinco ou seis horas. A maquiagem em si leva umas três, quatro horas pra fazer.

A que eu mais demorei pra fazer foi no halowen deste ano, do hellraiser, que levou seis horas pra ficar pronta.

Vanilla – É feito algum esboço antes de começar a maquiagem propriamente dita, ou você já vai criando no rosto?

Alicia – Algumas maquiagens eu faço um croqui, que é o rosto de uma mulher em uma folha, onde eu desenho algumas partes pra me nortear. Mas, 70% a 80% das vezes eu faço free hand, na mão.

Vanilla – Existem materiais específicos para a maquiagem artística? E onde você encontra esses materiais?

Alicia – Existem sim. Alguns materiais específicos para a maquiagem artística que tem uma durabilidade maior, que é a base de óleo. Até pra tirar essa maquiagem é um pouco mais difícil. Não sai com água, tem um trabalho maior até pra tirar ela. Tem pastas, tem próteses, látex, tintas líquidas, tem uma gama muito grande de material para maquiagem artística.

Esses materiais vem de fora da região. Tenho uma parceira, a Colormake, de São Paulo, que sempre me manda produtos.

Vanilla – Qual foi o trabalho que você mais gostou de fazer?

Alicia – A que eu mais gostei? Bah (risos)…

Então, este último (Hellraiser, de outubro de 2020), foi bastante desafiador. Eu diria que foi o que eu mais gostei pois foi o que eu mais me desafiei. Como eu não tenho curso, não tenho muito essa parte técnica, acaba sendo difícil algumas coisas pois eu aprendo errando,  preciso lidar com o erro e improvisar na hora.

Naquele dia eu tinha fotógrafo e videomaker marcados, então eu tinha que fazer a maquiagem naquela data. Se algo desse errado, eu precisaria improvisar pra dar certo. Foi difícil, mas graças a Deus deu tudo certo.

Vanilla – Como você pensa a sua carreira daqui pra frente? Você já tem planos?

Alicia – Eu pretendo crescer nesse ramo sim, pois é um ramo bem diferenciado dentro da maquiagem. Pretendo mandar portfólio para empresas, até para fora do Brasil. Meu grande sonho é a indústria do cinema.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima