Experiente, Gustavo Tsuboi comemora evolução e se prepara para sua 4ª Olimpíada

Às vésperas de sua quarta Olimpíada na carreira, Gustavo Tsuboi acumula experiência e evolução técnica e mental desde a última edição no Rio de Janeiro, em 2016. Depois de um período de treinamentos em São Caetano do Sul (SP), o brasileiro intensifica a preparação com seus companheiros de seleção na Alemanha. A atmosfera dos Jogos de Tóquio-2020, para ele, é uma incógnita em meio à pandemia da covid-19. Mas no aspecto esportivo, a sensação é de que pode “jogar de igual para igual com os melhores do mundo”.

Tsuboi está na segunda fase de sua preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Juntamente com Vitor Ishiy, Hugo Calderano e Eric Jouti, além da comissão técnica da seleção, ele treina em Ochsenhausen, na Alemanha, com foco e intensidade. A terceira e última parada será já no Japão, onde a equipe brasileira vai ajustar os últimos detalhes antes da competição olímpica.

A primeira fase foi realizada no Brasil, depois de poucos dias de férias. Os treinamentos começaram em São Caetano do Sul com outros atletas e com Francisco Arado, o Paco, técnico da seleção brasileira. Esse período durou cerca de um mês, antes da volta à Europa.

O saldo, segundo o atleta, é positivo. “Me sinto bem melhor preparado do que nas edições anteriores. Obtive uma evolução técnica, mental e física, tenho bem mais experiência atualmente para fazer o meu melhor”, destaca.

Tsuboi acredita que está num grande momento e que poderá fazer uma boa participação em Tóquio, acima do que conseguiu em 2016. “Muito tempo passou de lá para cá. Consegui evoluir mentalmente e tecnicamente. Os resultados que eu obtive nas competições internacionais e na liga alemã, a Bundesliga, foram bem promissores para mim. Isso me deu uma perspectiva boa de que eu estou fazendo um bom trabalho, evoluindo e conseguindo competir com os melhores do mundo”.

Para ilustrar sua evolução, o brasileiro, 37.º colocado no ranking mundial, relembra sua atuação no WTT Star Contender, competição de elite do Circuito Mundial que aconteceu em março deste ano. Na ocasião, Tsuboi conseguiu duas grandes vitórias: contra o dinamarquês Jonathan Groth (31.º) e contra o japonês Koki Niwa (17.º), um dos representantes do país na Olimpíada de Tóquio-2020.

“Isso me deu um gás e uma motivação a mais, saber que posso jogar de igual para igual com os melhores do mundo. Confirma a evolução, que realmente aconteceu. Para Tóquio, queremos um melhor resultado. Temos uma equipe bem competitiva e conseguimos enfrentar de igual para igual qualquer país, qualquer adversário”, afirma o brasileiro.