Depois de muita espera, finalmente a Ford revelou, ontem, nos Estados Unidos, sua nova picape intermediária, a Maverick. Maior que uma Fiat Strada e menor que uma Toyota Hilux, por exemplo, o modelo inédito chegará ao Brasil em 2022.

A menor picape da marca no mercado norte-americano terá preços a partir de US$ 19.995 por lá. Cerca de R$ 100 mil na conversão direta, sem taxas.

Por ora, haverá duas opções de trem de força: uma com motor 2.0 turbo a gasolina e outra híbrida. A primeira é, basicamente, a mesma do Bronco. Isso porque a nova picape é derivada do SUV que acaba de ser lançado no Brasil.

Ou seja, o quatro cilindros EcoBoost gera 240 cv de potência e 38 mkgf de torque. Nesse caso, o câmbio é automático de oito marchas e a tração, na dianteira. Há opção de 4×4 e suspensão do tipo Multilink atrás.

A versão híbrida combina motor 2.5 a gasolina de quatro cilindros e 162 cv e elétrico de 126 cv. Juntos, geram até 191 cv de potência e 21,4 mkgf. Essa opção tem tração dianteira e câmbio automático do tipo CVT.

A Maverick tem 5,07 metros de comprimento, 3.07 m de distância entre os eixos, 1,74 m de altura e 1.84 m de largura. Para comparação, a Toro tem 4,94 m de comprimento, 2,99 m de entre-eixos e 1,84 m de largura.

Porém, embora tenham dimensões parecidas, a Ford não deverá ser rival da Fiat. Isso porque o novo modelo, que será produzido no México, deverá ter preço bem maior que o da picape feita em Goiana (PE).

Mesmo tendo chassi do tipo monobloco, a Maverick oferece, segundo a Ford, desempenho de veículo para uso no fora de estrada. Para as versões mais caras, com o motor 2.0, há opção do pacote opcional de reboque 4K. Com esse sistema, a capacidade de reboque dobra, passando de 907 kg para 1.814 kg.

Embora seja derivada do Bronco Sport, a Maverick traz vários elementos que remetem ao visual da nova geração da veterana picape F-150. É o caso, por exemplo, dos faróis, que formam grandes arcos simétricos e lembram a forma da letra “C”.

Assim como na F-150, na Maverick as luzes de uso diurno (DRLs) estão posicionadas na parte superior desses arcos. Além disso, as luzes de seta ficam nas extremidades das barras que atravessam a grade.

Ainda não há informações sobre o modelo que virá ao Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *