Produtor de Saudade do Iguaçu vence 3º Torneio de Silagem

Com cerca de 170 produtores inscritos — dos 15 municípios pertencentes à microrregião de Pato Branco —, o 3º Torneio de Silagem revelou, na última sexta-feira (19), seus ganhadores no anfiteatro David Rogos Schimitz, em Chopinzinho.

Promovida pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-IAPAR-EMATER), a iniciativa surgiu buscando implantar parâmetros de boas práticas de produção, para assim obter o melhor potencial nutricional da silagem de milho.

“Também estimular os produtores a aprimorar a técnica de produção, baseando-se nos acertos dos produtores, com melhor classificação”, justifica Rosane Dalpiva Bragato, gerente regional de extensão no IDR-Paraná.

Ela conta que, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), “do 1,95 bilhão de litros de leite produzido no Sudoeste em 2020, 383 milhões estão sendo produzidos na microrregião de Pato Branco. Este montante corresponde a 9% da produção total do estado do Paraná, indicando a relevância da cadeia produtiva do leite para nossa região”.

Por isso, a importância de promover a melhoria da qualidade das silagens de milho, “a partir das diversas etapas envolvidas na sua confecção. Desde o planejamento que antecede o plantio, o manejo da lavoura e o processo de silagem, a utilização da silagem é fator imprescindível para o sucesso da atividade”.

Avaliação

De acordo com a gerente regional, desde o lançamento da 3ª edição, que ocorreu em abril deste ano, a equipe técnica do IDR percorreu as propriedades de produtores nos municípios da região.

“Coletando as amostras de silagem, enviando para o laboratório EsalqLab, fazendo devolutiva técnica para cada participante, discutindo e apontando os pontos positivos e negativos de cada resultado da análise da sua silagem”.

Ao todo, foram analisadas 167 amostras de silagem de milho. Dessas, a maioria de Chopinzinho (31); depois Vitorino (18); Coronel Vivida (15); Saudade do Iguaçu (13); Bom Sucesso do Sul (12); Palmas (11); Itapejara D’Oeste (11); Mangueirinha (9); Clevelândia (9); Guarapuava (8); Sulina (6); Pato Branco (6); São João (6); Honório Serpa (5); Mariópolis (4) e Coronel Domingos Soares (3).

No caso de Guarapuava, os inscritos não participaram do torneio, mas sim na análise dos resultados.

O primeiro colocado no torneio foi de Saudade do Iguaçu: Valdecir Melo, que recebeu o prêmio de R$ 5.000. O segundo lugar ficou para Ivanete Marchetto, de Bom Sucesso do Sul (R$ 4.000); o terceiro, Sidnei Remor, de Chopinzinho (R$ 3.000); o quarto, Irno José Rosaneli, de Vitorino (R$ 2.000); e a quinta, Marizete de Fátima Rahrs, de Bom Sucesso do Sul (R$ 1.000).

Para Leunira Tesser, chefe do núcleo regional da Seab em Pato Branco, que representou no evento o secretário Norberto Ortigara, essa iniciativa do IDR é de extrema importância.

“Temos que pensar na alimentação a pasto, mas têm alguns momentos de entressafra, que muitas vezes o produtor precisa usar silagem. E a silagem não é simplesmente picar o milho, o sorgo e deixá-lo no silo, enterrá-lo ou fazer silo aéreo. Tem que ter qualidade, manter a questão das vitaminas. E é esse trabalho que o IDR está fazendo”.

Palestras

Além da premiação, o evento contou com duas palestras, dentro do projeto “Qualidade silagem”. Uma delas foi sobre a “Análise dos resultados”, com o zootecnista Guilherme Koerich (IDR-PR) e a outra sobre o “Desafio de produzir silagem em situações adversas”, com o zootecnista Edson Carlos Poppi (Lallemand).

Ainda, na ocasião, houve café colonial com produtos da Associação de Mulheres Rurais de Chopinzinho (AMR) e Feira da Agroindústria Familiar da AMR.

Organizado pelo IDR e pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab), o 3º Torneio de Silagem contou com os seguintes patrocinadores: Lallemand, Cresol, Sicredi, Codepa, Silagem Escavações e Pré Secados, Claf, Associação Palmense dos Produtores de Leite (Palmas Leite), Municípios de Chopinzinho e Saudade do Iguaçu, FCOL Projetos, Panorama Leilões e Sociedade Rural de Chopinzinho.

Em nome do IDR, Rosane agradece a todos os parceiros que acreditaram no projeto e contribuíram com as premiações.