Decreto cria a 12ª Companhia Independente da PM em Palmas

O Governo do Paraná, através do Decreto 11.895 de 3 de agosto de 2022, criou a 12ª Companhia Independente da Polícia Militar em Palmas. Desvinculada do 3º Batalhão da Polícia Militar (3º BPM) de Pato Branco, a unidade ficará responsável pelo policiamento ostensivo e pela preservação da ordem pública nos municípios de Palmas, Clevelândia, Coronel Domingos Soares, Mangueirinha e Mariópolis, atendendo uma população de aproximadamente 99 mil habitantes.

O major Vicente Carvalho Junior, subcomandante do 3º BPM, afirmou que a 12ª Companhia Independente terá autonomia igual a de um batalhão, com melhorias de efetivo, viaturas e equipamentos. Ela será comandada por um major e terá a mesma área de abrangência da 2ª Companhia de Palmas.

De acordo com o major Vicente, a divisão da área de abrangência melhora a gestão administrativa e operacional dos batalhões. Ele lembrou que o 3º BPM atuava nos 42 municípios do Sudoeste até a criação do 21º BPM de Francisco Beltrão, em 2010, reduzindo a área de abrangência para 16 municípios. Agora com a criação da 12ª Companhia Independente, em Palmas, o 3º BPM passará a atuar em 11 municípios: Pato Branco, Bom Sucesso do Sul, Coronel Vivida, Chopinzinho, Honório Serpa, Itapejara D’Oeste, São João, São Jorge D’Oeste, Saudade do Iguaçu, Sulina e Vitorino.

Transição

De acordo com o major Vicente, a implantação definitiva da 12ª Companhia depende do Comando Geral da Polícia Militar do Paraná e da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp). No entanto, o 3º BPM pretende deixar em Palmas, durante o processo de transição, toda a estrutura existente do setor administrativo e operacional, desde efetivo, viaturas e materiais.

Com relação a melhoria de efetivo para atender a demanda, o major Vicente informou que parte dos 35 policiais que estão fazendo o curso de formação no 3º BPM de Pato Branco serão destinados para Palmas. Além disso, esperam que seja realizado um novo concurso no próximo ano para ampliar o efetivo da Polícia Militar do Paraná e atender a demanda.

O capitão Bruno Lopes Bueno, comandante da 2ª Companhia de Palmas, disse que a elevação da estrutura com a criação da 12ª Companhia Independente favorece na implementação e aumento de estruturas tanto administrativas quanto operacionais, juntamente com os recursos necessários. Ele afirmou que, com o aumento de vagas para o efetivo previsto, pretendem ampliar o número de policiais da Rotam e Patrulha Rural, que passam a atuar exclusivamente nos cinco municípios da área de abrangência da 12ª Companhia, para um atendimento com maior ênfase. Além disso, passam a ter um vínculo direto com o 5º Comando Regional de Cascavel com relação a efetivo, viaturas e equipamentos. No entanto, terão muito serviço pela frente para a implementação de fato da 12ª Companhia, desvinculando todo o serviço administrativo e operacional do 3º BPM, que continua apoiando de maneira muito eficiente do comandante, tenente-coronel Heraldo Correia de Lima, no processo de transição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.