Núcleo da APP Sindicato de Pato Branco tem nova diretoria

Diuliana Claudia Baratto é a presidente do núcleo sindical e fala sobre a expectativa para os próximos quatro anos

Pelos próximos quatro anos, Diuliana Claudia Baratto estará na presidência do Núcleo Sindical (NS) da APP Sindicato em Pato Branco. Ela, juntamente com os demais membros da diretoria, foi eleita com 719 votos, sendo que a eleição ocorreu 100% on-line, entre os dias 30 de novembro e 2 de dezembro. Já a posse ocorreu no dia 12 deste mês.

Composta por 24 membros, a diretoria representará os 1.620 sindicalizados do núcleo. Entre eles, os trabalhadores e as trabalhadoras (agentes educacionais 1 e 2; e professores PSS, QPM e QFEB) da educação pública do Paraná, tanto do Estado, quanto dos municípios.

Além de Pato Branco, o núcleo sindical abrange os municípios de Vitorino, Mariópolis, Clevelândia, Palmas, Coronel Domingos Soares, Mangueirinha, Honório Serpa, Reserva do Iguaçu, Bom Sucesso do Sul, Chopinzinho, Itapejara D’Oeste, Coronel Vivida e São João.

Segundo Diuliana, a expectativa para os próximos quatro anos é de muita luta e resistência, “pelos ataques que já temos sofrido do governo nos últimos anos, sem reajuste da inflação desde 2017, com aproximadamente 30% de perdas salariais; e diante da destruição do nosso Plano de Carreira aprovado pela Assembleia Legislativa do Paraná agora no último dia 15 de dezembro em Curitiba”.

Ela completa: “Também de muita luta contra outras medidas arbitrárias e práticas antissindicais promovidas por esse governo. Sabemos que serão quatro anos de enfrentamento e muita resistência. Mas sempre estivemos firmes na luta e na defesa dos trabalhadores e trabalhadoras da educação; e continuaremos realizando esse trabalho com muito afinco”.

A presidente afirma que já fazia parte da direção desse núcleo sindical desde 2015, como secretária educacional. Depois como secretária de organização; e, nos últimos dois anos, como representante de base. “Funções estas que sempre me dediquei muito. Um período de muito aprendizado com os demais dirigentes que compunham a direção da APP-Sindicato NS de Pato Branco”.

Propostas da nova diretoria:

– Manter a vigilância e a defesa das demandas dos trabalhadores e trabalhadoras junto ao NRE de Pato Branco;

– Acompanhar o processo de distribuição de aulas;

– Executar as deliberações das assembleias regionais e estadual da APP-Sindicato;

– Promover debate permanente com a categoria, objetivando uma educação pública, gratuita e de qualidade;

– Cumprir as determinações da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação)

– Garantir apoio jurídico aos sindicalizados e sindicalizadas quando tiverem seus direitos violados;

– Zelar pelo patrimônio (sede, casa e veículos), assim como saúde financeira da entidade;

– Realizar ações com outros servidores, objetivando a efetivação da data-base e realização de concurso público para professores/as; pedagogos/as e agentes educacionais;

– Engajar-se na luta com a direção estadual e com toda a categoria, para que o modelo de contrato temporário PSS seja mais justo, valorizando o salário, a saúde e as condições laborais destes trabalhadores da educação;

– Promover movimentos e ações para que os prefeitos cumpram a lei do piso e hora atividade dos (as) professores (as) dos municípios filiados à APP-Sindicato;

– Reivindicar que o processo de remoção para os trabalhadores QFB seja transparente e democrático;

– Fortalecer os coletivos de APP-Sindicato: mulheres, pedagogas (os), aposentados (as), afrodescendentes, LGBTQIA+;

– Desenvolver ações, que possibilitem aproximar a APP-Sindicato/NS de Pato Branco junto à sua base por meio do Projeto “APP na escola”;

– Executar ações para uma APP-Sindicato inclusiva e de acessibilidade aos trabalhadores e às trabalhadoras da educação com deficiência;

– Lutar por uma educação democrática, cuja essência seja a prática da liberdade por meio do diálogo, como nos ensinou Paulo Freire.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.