Auto+

Eis a nova Chevrolet Montana

A General Motors vai produzir uma nova picape no Brasil. Sem revelar detalhes, a empresa informou apenas que modelo é inédito e será feito na fábrica de São Caetano do Sul, no ABC paulista. Ainda segundo a empresa, o futuro utilitário pretende ampliar a presença da marca Chevrolet neste “próspero segmento”. Embora a empresa não confirme, trata-se da nova geração da Montana, que vai crescer e, portanto, virar rival da Fiat Toro e da Renault Oroch.

“O modelo chegará para complementar a linha de picapes Chevrolet Além disso, vai estrear um conceito completamente inovador para a marca no segmento de veículos utilitários”, diz, em comunicado, o presidente da GM América do Sul, Carlos Zarlenga. A empresa não revelou quando vai lançar a nova picape. Contudo, informou que os ajustes na fábrica começam a ser feitos nas próximas semanas.

Como parte desse processo, a veterana Montana, que era a versão picape do Agile, teve a produção encerrada no dia 30 de abril. A informação foi revelada à repórter Cleide Silva, do Estadão, pelo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul, Aparecido Inácio da Silva. Segundo ele, o projeto deveria ter sido iniciado no ano passado. Porém, foi postergado por causa da pandemia do novo coronavírus.

Segundo a GM, a nova picape é fruto de parte do investimento de R$ 10 bilhões previsto para o Brasil e que estava congelado. Ou seja, o projeto foi retomado em janeiro.

Portanto, a GM deve acelerar o processo de desenvolvimento do modelo. Ou seja, tudo indica que o lançamento será entre o fim de 2021 e o início de 2022.

Além disso, o modelo terá a mesma plataforma modular GEM, utilizada pelos novos Onix e Onix Plus e também pelo SUV Tracker Essa arquitetura foi desenvolvida na China em parceria com a SAIC.

A companhia é uma das quatro maiores fabricantes chinesas de veículos. Dona da marca britânica MG, a SAIC tem parcerias com várias fabricantes ocidentais. O acordo com a GM começou em 1998

PICAPE DO ONIX

Por ora, sabe-se apenas que o modelo vai suceder a Montana, que surgiu como picape da linha Corsa, em 2003. Após o modelo sair de linha, o utilitário passou a ser feito com base no Agile, em 2010.

Assim, a nova Montana será a picape da linha Onix. Porém, deverá compartilhar várias peças com o Tracker, que é o SUV da família. Do utilitário-esportivo compacto, aliás, deverá herdar até peças de acabamento.

Assim como os motores flexíveis com turbo e o desenho da dianteira. O porte será próximo ao da Toro. Ou seja, ela será maior que uma compacta, caso de Fiat Strada e Volkswagen Saveiro, e menor que uma média, como a Toyota Hilux e a Ford Ranger, por exemplo.

Da mesma forma que o Tracker, a nova picape da Chevrolet terá proposta 100% urbana. Ou seja, com tração na dianteira e sem opção de 4×4.

Com base nessas informações, o designer Kleber Silva, da KDesign, antecipou o desenho do novo modelo. O resultado pode ser conferido nas imagens acima, que foram cedidas gentilmente ao Jornal do Carro, do Estadão.

Diferentemente da Montana feita até agora, a nova terá cabine dupla. Essa tendência vem crescendo, assim como a participação das vendas das chamadas picapes intermediárias.

Tanto que vem chamando a atenção de várias fabricantes. Inclusive das que não têm tradição no segmento de veículos utilitários. De forma geral, esses carros seguem o caminho aberto pelos SUVs, que viraram os queridinhos do consumidor.

Ou seja, têm visual aventureiro e ampla oferta de equipamentos. Sem contar que oferecem boa dirigibilidade. Nesse sentido, em nada lembram o “pula-pula” comum às picapes tradicionais, criadas para o trabalho.

SEGMENTO EM ASCENSÃO

Entre as novatas estão a Ford Maverick e a Hyundai Santa Cruz, por exemplo. As duas devem ser vendidas também no Brasil.

A picape da Ford já está pronta. Inclusive, vem sendo flagrada com frequência rodando em testes nos Estados Unidos. Inclusive com pouca ou nenhuma camuflagem. Assim, dá para supor que seu lançamento ocorrerá até o meio deste ano.

A Maverick será produzida também no México, assim como o Bronco, SUV médio do qual deriva e que está começando a chegar ao mercado brasileiro. E, como o Brasil tem acordo comercial com o país norte-americano, a picape não recolherá imposto de importação.

Assim, terá uma importante vantagem competitiva em relação à Gladiator, por exemplo. O modelo da Jeep, que é produzido nos EUA, acaba de ser lançado na Argentina. A marca estuda sua venda aqui. Mas o alto preço pode ser um impeditivo.

Outra que já está fazendo barulho é a Hyundai Santa Cruz. A picape revelada há cerca de um mês usa a base do SUV Tucson. Assim, tem porte de Toro e grande chance de ser feita no Brasil

A Volkswagen também está de olho no segmento. E deve produzir uma inédita picape intermediária, por ora chamada de Tarok, na Argentina.

Há indícios claros. No lançamento do SUV Taos, a VW confirmou que fará outros carros sobre a mesma base. E a picape, cujo protótipo surgiu em 2018, se encaixa perfeitamente.

PICKUP DO TRACKER

O novo modelo utilizará a plataforma GEM, a mesma base das linhas Onix (hatch e sedã) e Tracker. Por isso, a picape inédita herdará muito do SUV, como a dianteira e vários elementos de acabamento, bem como a gama de motores. Com base nessas e em outras informações, o designer Kleber Silva fez dois esboços que antecipam como será o visual da nova Chevrolet. Entre os destaques, a carroceria terá quatro portas e porte similar ao da Fiat Toro e da Renault Oroch, Embora a GM não confirme, o lançamento deve ocorrer até o início do ano que vem.

Eis a nova Chevrolet Montana
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima