Renovada, equipe de saltos ornamentais pretende surpreender nos Jogos de Tóquio

A equipe brasileira de saltos ornamentais estreia em Tóquio com uma equipe renovada. Dos quatro atletas convocados, apenas Ingrid Oliveira (plataforma 10m), que participou do Rio 2016, tem experiência olímpica. Luana Lira (trampolim 3m), Isaac Souza (plataforma 10m) e Kawan Pereira (plataforma 10m) são os demais representantes nacionais.

“A gente está bem satisfeito e bem confiante com essa nova geração, que é bastante promissora. Prova disso são os resultados que tiveram nos últimos anos. Medalha em Pan, final em Campeonato Mundial e Copa do Mundo. Estamos bem animados e acredito que traremos bons resultados para o Brasil”, disse Ricardo Moreira, que é presidente da Saltos Brasil e chefe de equipe.

Os atletas brasileiros fizeram preparação final na Itália, com participação no Grand Prix de Bolzano, com bons resultados. Ingrid e Isaac Souza garantiram a medalha de ouro na plataforma de 10m.

Aos 25 anos, Ingrid Oliveira, a mais experiente da equipe, está confiante e pretende surpreender com uma nova série que vem treinando e que a levou ao ouro no Grand Prix de Bolzano. “Estou bem feliz de estar aqui e parece que é um sonho. Minha expectativa é dar o meu melhor, acertar meus saltos e até surpreender algumas pessoas devido a um salto novo que estou fazendo. Meu objetivo é pegar uma final.”

As competições de saltos ornamentais começam nesta quinta-feira, às 15h no Japão (3h do Brasil) com Luana Lira no trampolim de 3m no Tokyo Aquatics Centre.