Carnaval: Motociclistas foram metade das vítimas mortas em acidentes nas BRs no Paraná

No encerramento da Operação Carnaval 2024, que ocorreu de 9 a 14 deste mês, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apresentou um balanço dos sinistros de trânsito nas rodovias federais do Paraná. Das oito mortes registradas, metade delas envolveu ocupantes de motocicletas, destacando a vulnerabilidade deste grupo no trânsito. Curiosamente, apenas 25% dos sinistros de trânsito registrados envolvem motocicletas, demonstrando a gravidade dos riscos enfrentados por estes condutores.

-- 2 Notícia --

Durante o período de carnaval, foram registrados 114 sinistros nas rodovias federais paranaenses, resultando em 112 pessoas feridas e oito fatalidades. Esses números refletem a importância contínua de campanhas de conscientização e segurança no trânsito.

A Operação Carnaval 2024 é uma iniciativa do Programa Rodovida, que representa um esforço colaborativo entre vários órgãos e entidades de trânsito para diminuir os índices de violência nas estradas. Este programa é particularmente focado nos períodos de maior movimento veicular, que vai do Natal ao Carnaval.

-- 3 Notícia --

É importante destacar a recente mudança na nomenclatura de “acidentes” para “sinistros” de trânsito, conforme atualizado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) na NBR 10697 em 2020, e adotado pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) no ano passado. Esta mudança busca enfatizar que muitas das ocorrências nas estradas não são inevitáveis ou imprevisíveis, mas sim o resultado de falhas humanas e podem, portanto, ser evitadas.

A palavra “sinistro”, tecnicamente mais adequada, visa reforçar a ideia de que colisões, atropelamentos, tombamentos e outros incidentes são, em grande parte, preveníveis, e que as mortes e lesões decorrentes desses eventos também podem ser evitadas com as devidas medidas de precaução e segurança.

-- 4 Notícia --

Tabela de sinistros de trânsito com óbito

DataHoraBRMunicípioTipo de acidentePista
simples/dupla
TraçadoClimaMortosVeículo pessoa morta
09/02/202408:30376Jandaia do SulColisão transversalSimplesRetaPista seca1Motocicleta
09/02/202408:15373ImbituvaColisão transversalSimplesRetaPista seca1Motocicleta
10/02/202413:45277MedianeiraSaída de leito carroçávelDuplaRetaPista seca1Automóvel
10/02/202419:20369CambaráColisão lateralSimplesCurvaPista seca1Automóvel
11/02/202402:20376MaringáQueda de ocupanteDuplaRetaPista seca1Motocicleta
11/02/202405:10277Foz do IguaçuAtropelamento de pedestreDuplaRetaPista seca1Pedestre
11/02/202406:45153MalletSaída de leito carroçávelSimplesRetaPista seca1Automóvel
14/02/202412:00277MorretesQueda de ocupante + atropelamentoDuplaCurvaPista molhada1Motocicleta

Fiscalização

Durante a operação, buscando melhorar a segurança viária, a PRF abordou e fiscalizou 5.356 veículos – média de mais de 890 veículos por dia – e 7.173 pessoas. Ainda, realizou comandos para fiscalização de condutas de alto risco nas rodovias: excesso de velocidade e ultrapassagens proibidas.

Como resultado, 852 condutores foram flagrados realizando ultrapassagens em locais proibidos ou forçando ultrapassagens. Outros 9.497 motoristas foram flagrados circulando em excesso de velocidade: 65 flagrantes por hora. As duas condutas, quando não causam os sinistros de trânsito, potencializam os seus efeitos.

Em Cascavel (PR), na BR-277, uma motocicleta, veículo com mais riscos para os ocupantes, foi flagrada a 167 km/h em local que permite velocidade máxima de 80 km/h. Neste caso, o condutor será multado em 880 reais e terá a carteira de habilitação suspensa.

Durante as fiscalizações, a PRF também autuou 111 condutores por alcoolemia – quando é constatado o condutor alcoolizado ou quando este se recusa a realizar o exame. Esses condutores deverão pagar multa de R$ 2.934,70 e cumprir suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Motocicleta flagrada na BR-277 em Cascavel. Velocidade máxima para o local é de 80 km/h
Automóvel flagrado na BR-467 em Cascavel (PR). Velocidade máxima para o local é de 110 km/h.

Crimes

Mesmo com o foco na segurança no trânsito, a PRF continuou atuando no combate ao crime. Durante o período da operação, dentre flagrantes diversos de crimes, a PRF recuperou seis veículos que haviam sido furtados ou roubados. Quatro deles estavam circulando com placas de outros veículos.

Outro destaque foi a apreensão de um fuzil em Santa Terezinha do Itaipu. A arma era transportada por duas mulheres, que também levavam um bebê de seis meses. A dupla tentou fugir após arremessar a arma pela janela do veículo, mas foi localizada e presa.

-- 5 Notícia --
você pode gostar também

Comentários estão fechados.