Cida Borghetti é cidadã honorária do Estado do Paraná

A Assembleia Legislativa do Paraná prestou uma homenagem à ex-governadora Cida Borghetti, concedendo-lhe o Título de Cidadania Honorária do Paraná na terça-feira (27), em uma cerimônia que contou com a presença de parlamentares, familiares, empresários e lideranças políticas de várias partes do país. A iniciativa, proposta pelo deputado Adriano José (PP), reconhece a contribuição de Cida Borghetti ao estado, marcando-a como a primeira mulher a governar o Paraná.

-- 2 Notícia --

Durante a cerimônia, Cida Borghetti expressou sua gratidão e refletiu sobre sua jornada de serviço ao Paraná, reiterando seu compromisso contínuo com o progresso e o bem-estar do estado. Ela enfatizou a importância da representatividade feminina e da gestão eficiente no período em que foi governadora, destacando seus esforços no diálogo, desenvolvimento sustentável e combate à corrupção.

A celebração também foi marcada pela entrega do prêmio Rosy de Macedo Pinheiro Lima a Borghetti, um reconhecimento à força e determinação femininas, simbolizando o legado da primeira deputada paranaense. Este prêmio, apresentado pela segunda-secretária da Assembleia, Maria Victoria (PP), filha de Cida, sublinha o impacto duradouro de Borghetti na promoção do empoderamento feminino no Paraná.

-- 3 Notícia --

Deputado Adriano José, autor da homenagem, elogiou Borghetti por sua trajetória exemplar de realizações em benefício do estado, destacando sua governança baseada no diálogo, ética e transparência. A homenagem reflete o apreço e admiração que Borghetti conquistou na Assembleia e entre os cidadãos do Paraná.

Líderes políticos, incluindo o governador Carlos Massa Ratinho Junior e o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, também reconheceram a contribuição significativa de Borghetti para o Paraná, enfatizando sua atuação ativa e eficaz tanto na esfera estadual quanto municipal.

-- 4 Notícia --

A família de Borghetti, especialmente sua filha Maria Victoria e seu marido, Ricardo Barros, Secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços, expressou orgulho e gratidão pelo reconhecimento de seu trabalho incansável pelo estado. Eles destacaram a dedicação de Borghetti à vida pública e seu impacto positivo na vida dos paranaenses.

Biografia

Maria Aparecida Borghetti é natural de Caçador (SC). Empresária e jornalista, Cida Borghetti é formada em Administração Pública pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL), especializada em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ela iniciou a vida política como militante do PDS Jovem. Foi presidente voluntária do Programa do Voluntariado Paranaense (PROVOPAR) de Maringá. Também atuou como Chefe do Escritório de Representação do Paraná em Brasília, entre os anos de 1998 e 2000, durante o governo de Jaime Lerner.

Em 2000, Cida Borghetti concorreu à prefeitura de Maringá. Dois anos depois, elegeu-se deputada estadual, reelegendo-se em 2007 para o segundo mandato. Foi recordista de leis aprovadas e sancionada na Assembleia Legislativa, quando teve uma forte atuação em campanhas de combate ao câncer de mama e na saúde preventiva. Em 2011, foi a mulher mais votada na disputa pela Câmara Federal. Presidiu a Comissão que aprovou o Marco Legal da Primeira Infância, a legislação mais avançada no mundo na proteção às crianças de zero a seis anos.

Em 2014, Cida Borghetti foi candidata a vice-governadora na chapa de reeleição do então governador Beto Richa. Em abril de 2018, se tornou a primeira mulher a governar o Estado do Paraná. A frente do Governo do Estado, Cida Borghetti adotou o diálogo franco com todos os setores da sociedade. Liberou R$ 8,7 bilhões para investimentos nas mais diversas áreas atendendo todos os 399 municípios do Paraná. Em 2019, foi indicada para ser a embaixadora da Organização Mundial da Família na América do Sul e, em maio de 2021, Cida Borghetti foi nomeada Conselheira da Itaipu Binacional.

-- 5 Notícia --
você pode gostar também

Comentários estão fechados.