Estimulando o voluntariado, IAT realiza distribuição de mudas

Neste sábado (28), é comemorado o Dia Nacional do Voluntariado, para marcar a data, a Superintendência Geral de Ação Solidária do Governo do Paraná e o Instituto Água e Terra (IAT), promoveram na sexta-feira (27) a campanha Floresce Paraná.

Na prática, foram distribuídas mudas de árvores frutíferas, nas sedes dos 21 escritórios regionais do IAT.

Em Pato Branco, o drive thru solidário, foi na rua Guarani, em frente ao escritório do instituto, com uma grande participação da população.

A diretora do escritório IAT de Pato Branco, Flávia Ostapiv comenta que várias foram as mudas produzidas no viveiro da unidade, e que foram distribuídas na ação. “A campanha Floresce Paraná, tem como objetivo comemorar o Dia do Voluntariado, que é celebrado amanhã [sábado], mostrando que podemos plantar uma semente e ter um florescer mais bonito no estado, depois destes tempos tão difíceis.”

No caso do escritório de Pato Branco foram disponibilizadas 500 mudas para a comunidade, e a grande maioria foi entregue nas primeiras horas da campanha.

Fiscalização Ambiental

Flávia também comentou a ação da Polícia Ambiental ao longo da semana, durante a Operação Nascente Viva. “Foram identificadas várias áreas com desmatamento, principalmente em áreas de nascentes e rios. Foi realmente uma semana bastante movimentada e agora fechamos com a distribuição de mudas, para colaborarmos com a regeneração das nossas matas”, pontuou a diretora.

Ela ainda comentou que vem sendo observado que “muitos dos produtores não têm aquele cuidado de fazer o plantio [de árvores] no entorno das nascentes e outros, que tentam aterrar as nascentes para plantio de cereais, soja e milho.”

Segundo Flávia o trabalho vem sendo de identificação destas áreas por meio de imagens de satélite, e com a equipe de fiscalização é realizada a autuação dos proprietários das áreas degradadas.

“Ele [produtor] é obrigado a recuperar as áreas de manancial”, comenta Flávia lembrando que este comportamento está previsto na Constituição Federal.

Com relação a autuação, a diretora explica que depende de vários fatores, como área e tipo de árvores retiradas. “Uma árvore em extinção, já dá o agravante na multa.”

Produção de mudas

Atualmente são 19 viveiros do IAT que produzem mudas no estado. Eles são responsáveis pela produção de 30 espécies nativas.

Flávia comenta que as mudas produzidas nestes viveiros são destinadas para a doação, para produtores que querem fazer a recomposição de áreas degradadas.

No caso específico do viveiro do IAT de Pato Branco, a produção anual se aproxima de 50 mil mudas, que são distribuídas para a população mediante pedido.

Para realizar a solicitação é necessário acessar www.sga.pr.gov.br. Vale lembrar que não há uma limitação de entrega de mudas por propriedade.