Vereadoras solicitam a deputado mais funcionários para a Delegacia da Mulher

Em visita a Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (Alep) as vereadoras de Pato Branco, Maria Cristina de Oliveira Rodrigues Hamera (PV) e Thania Maria Caminski Ghelen (DEM) entregaram ao deputado estadual Luiz Fernando Guerra (PSL), nessa segunda-feira (21), solicitação para que ele possa intervir junto ao governador Ratinho Júnior e ao coronel Rômulo Marinho Soares, da Secretaria de Segurança Pública, sobre a possibilidade de aumento do  quadro de funcionários para a Delegacia da Mulher de Pato Branco.

No dia 16 de junho os vereadores Maria Cristina (PV), que também é Procuradora da Mulher, Thania Maria (DEM), Januário Koslinski (PSDB) e Romulo Faggion (PSL) protocolaram junto à Câmara Municipal de Pato Branco o Requerimento n° 656/202.

O documento requer ao deputado estadual Luiz Fernando Guerra Filho (PSL) que interceda junto ao governo estadual para viabilizar a designação de profissionais com a finalidade de recompor e aumentar o efetivo da Delegacia da Mulher de Pato Branco.

Falta de profissionais

Segundo o documento, a Delegacia da Mulher conta hoje com um número insuficiente de profissionais, inviabilizando a agilidade necessária no atendimento ao constante aumento de casos de violência contra mulheres e meninas. Isso compromete a eficiência para resolução dos casos reportados na Delegacia da Mulher do município.

Aumento da gravidade dos casos

A falta de agilidade pela insuficiência de profissionais muitas vezes implica “em aumento da gravidade, em desfechos trágicos e na repetição das ações contra as vítimas. A escassez de efetivo gera uma sobrecarga funcional e um acúmulo considerável no número de ocorrências urgentes a serem atendidas, e quem sofre o pior reflexo é a sociedade, visto que se torna impossível dar atenção a todos os casos registrados nas várias cidades que a Delegacia da Mulher de Pato Branco atende, o que pode implicar em prejuízo à segurança pública local e em criminosos impunes”.