Cras de Mariópolis retoma parte das atividades presenciais voltadas à família

Encontros do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família ocorrem uma vez ao mês e têm como público-alvo as mulheres

-- 2 Notícia --

Nesta semana, o Departamento de Assistência Social de Mariópolis retornou com as atividades presenciais do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif), que tem o objetivo de “fortalecer a função protetiva da família, prevenir a ruptura de seus vínculos, promover seu acesso e usufruto de direitos, e contribuir na melhoria de sua qualidade de vida”, conforme a Secretaria Especial do Desenvolvimento Social.

Com encontros mensais, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do município segue a metodologia dos “Contos de tradição oral no trabalho social com as famílias”, onde, por meio de histórias contadas, debate os assuntos que precisam ser trabalhados dentro do lar de cada participante.

-- 3 Notícia --

As mulheres do Paif são pertencentes a famílias que apresentam problemas de vulnerabilidade dentro de casa, sejam eles falta de emprego, violência doméstica, alcoólicos ou quaisquer outros que precisam ser resolvidos.

A maioria das que frequentam o serviço de atendimento social em Mariópolis é cadastrada no CadÚnico, ou seja, a família possui renda mensal de até meio salário-mínimo [R$ 522,50].

-- 4 Notícia --

A coordenadora do Cras, Milena Provenci Voitena, explica que o Paif é uma estratégia utilizada pelo centro de referência com o intuito de fazer com que as famílias superem dificuldades que têm, independentemente de quais sejam. “Com o intuito de ajudá-las e sabendo que cada pessoa tem suas particularidades, sempre desenvolvemos com cada família um plano onde colocamos as vulnerabilidades e fragilidades de cada uma delas”.

Atualmente, 71 mulheres participam dos encontros com um psicólogo e uma assistente social, distribuídas em oito grupos no Cras. Conforme Milena, em alguns casos, o atendimento é individualizado.

Criança e adolescente

Em paralelo ao trabalho feito com as mulheres no Paif, a Assistência Social conta com o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), que tem como foco o atendimento a crianças e adolescentes.

Segundo a coordenadora do Cras, no momento estão cadastrados no programa 95 jovens, que na maior parte deles tem a mãe participando do Paif, isso porque o mesmo assunto precisa ser abordado de forma diferentes entre os públicos.

No SCFV, a equipe trabalha com as crianças e adolescentes a convivência familiar e em sociedade, o fortalecimento de vínculos, as habilidades socioemocionais, entre outras questões, com o objetivo não só de auxiliá-los a passar pelos problemas vividos dentro do lar como prepará-los para o futuro.

Por conta da pandemia, as atividades, que antes eram realizadas presencialmente, acontecem remotamente. Hoje, o serviço oferece oficinas de artesanato e musicalização. O encontro com a equipe ocorre uma vez por semana, via chamada de vídeo, em período contraturno ao horário escolar.

Serviço

Em Mariópolis, o Cras está situado na alameda 8, nº 614, ao lado da prefeitura. Seu horário de funcionamento é das 8h às 11h30 e das 13h às 17h. Para entrar em contato com o centro de referência, a população pode ligar ou mandar mensagem no WhatsApp, por meio dos números (46) 3226-8108 e (46) 3226-8116.

-- 5 Notícia --
você pode gostar também
Deixe uma resposta