Prefeito de Ampére é reeleito presidente do Ciruspar

Atual presidente da Amsop, o prefeito de Coronel Vivida, Anderson Barreto é o vice

-- 2 Notícia --

Redação com assessoria

Nessa quinta-feira (23), na Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop), os prefeitos de Ampére, Disnei Luquini (Zuca) e Coronel Vivida, Anderson Barreto, que também preside a Amsop, foram eleitos, em chapa única, como presidente e vice, respectivamente, do Ciruspar/Samu para a gestão 2023/2024.

-- 3 Notícia --

Para Luquini, que foi reconduzido à presidência do Consórcio Intermunicipal da Rede de Urgência do Sudoeste do Paraná (Ciruspar), que realiza a gestão do Samu, “o ano deverá ser de retomada dos projetos que haviam sido paralisados durante a pandemia, como a construção da nova base do Samu em Pato Branco. E, também, a sinalização de recursos do Ministério da Saúde, onde tivemos em audiência com a ministra Nísia Trindade, para tratar de uma previsão orçamentária de R$ 1,5 bilhão para a operação do Samu em todo o Brasil”.

“As prefeituras fazem todos os esforços, em especial na questão orçamentária, para manter o Samu funcionando. Um serviço imprescindível para a nossa população e que já salvou muitas vidas ao longo dos últimos 10 anos”, destacou Barreto, agora, vice-presidente do consórcio.

-- 4 Notícia --

A diretoria eleita é composta, também, pelos prefeitos Paulo Horn (Sulina), como diretor financeiro; e Vilmar Schmoller (Itapejara D’Oeste), Luciano Dias (Honório Serpa), Luiz Carlos Boni (Planalto), Leila da Rocha (São Jorge D’Oeste), Jean Catto (Santa Izabel do Oeste) e Edson Cenci (Chopinzinho), na condição de membros.

Prestação de contas

Além da eleição da nova diretoria, foi realizada a prestação de constas do consórcio.

Nos últimos 12 meses, o serviço teve um superávit de R$ 3,3 milhões, com um saldo total de R$ 5,8 milhões em caixa. Além de uma redução de despesas na faixa dos R$ 300 mil.

Também foi revelado, que no último ano, o serviço recebeu 9.368 ligações, sendo 45 trotes. Atualmente, são 39 ambulâncias em operação.

Luquini ainda destacou, que o governo do Estado irá repassar R$ 39,3 mil mensais no total para o custeio das bases do Samu em Ampére, Itapejara D’Oeste e Planalto.

Grande preocupação para a manutenção do serviço, também durante a assembleia os prefeitos aprovaram o rateio de despesas para o Ciruspar/Samu até julho deste ano. Cada prefeitura irá repassar, mensalmente, R$ 1,54 per capita, mais R$ 512,98 por média histórica de atendimentos.

-- 5 Notícia --
você pode gostar também

Comentários estão fechados.