Professores e técnicos do IFPR em Palmas se reúnem e produzem máscaras para doação

Projeto que iniciou em março do ano passado já confeccionou mais de mil máscaras tipo face shield e realizou doações a 20 municípios da região

Desde março do ano passado até este mês, cerca de 1.400 máscaras de proteção facial do tipo “face shield”, foram entregues a profissionais de saúde e professores de 20 municípios das regiões sudoeste do Paraná e Oeste catarinense.

No início, o grupo de voluntários produziu o equipamento de proteção individual (EPI) com os materiais disponíveis no câmpus, o que rendeu cerca de 350 unidades. Depois, percebendo que poderiam ajudar mais pessoas, apresentaram o projeto ao Ministério Público do Trabalho (MPT) que disponibilizou a ação uma ajuda, através de novos equipamentos e materiais para a produção.

De acordo com um professor do câmpus, Jean Carlos Gentilini, que está a frente do projeto desde o início, a máscara de proteção é constituída por uma estrutura plástica de ABS [impressa em 3D] e uma chapa translúcida de acetato.

Hoje, a produção das máscaras está no fim. Porém, como explica Gentilini, se houver demanda e novos materiais, a confecção pode ser retomada a qualquer momento.

Quem participa do projeto?

Como a produção das máscaras foi desenvolvida durante o período de pandemia, os alunos não estão envolvidos na ação. No momento, participam professores, direção e técnicos administrativos do local, além da comunidade externa, que é voluntária na obtenção de materiais.

Na prática, a produção das estruturas e o corte das lâminas translúcidas foi realizado por professores. A montagem, confecção dos elásticos e a entrega às instituições, pela direção do câmpus e por servidores técnicos.

Para que são as máscaras?

No começo do projeto, as máscaras eram destinadas apenas a profissionais da saúde da região — Serviço de Atendimento Móvel (Samu) e Corpo de Bombeiros. Porém, as últimas remessas passaram a ser entregues também a profissionais da educação dos municípios próximos.

Desde o início, já foram atendidas instituições de Palmas, Clevelândia, Coronel Domingos Soares, São Lourenço do Oeste, Ipumirim, União da Vitória, Ponte Serrada, Quilombo, Guatambu e Nova Erechim. Nos próximos dias, mais máscaras serão entregues em Mangueirinha e na escola quilombola de Palmas.

IFLab

O laboratório institucional do IFPR em Palmas, IFLab é um local que conta com máquinas e equipamentos destinados às áreas de robótica, Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) e a cultura Maker e DIY (Faça você mesmo).

O IFLab é um ambiente de suporte ao desenvolvimento de projetos de ensino, pesquisa e extensão. No espaço, existem equipamento que permitem o trabalho com manufatura digital, com Router CNC, impressoras 3D, usinagem e solda de metais, eletrônica digital e analógica e marcenaria.

Produção das máscaras no IFLab
Profissionais de Samu recebendo as doações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.