Saúde

Pato Branco define prioridade na vacinação de pessoas com comorbidades

Ainda não há data definida para o início da vacinação. A ação iniciará após o encerramento da vacinação dos idosos

Assessoria

A cidade de Pato Branco já está organizando o cronograma para a vacinação de pessoas com comorbidades. A ação iniciará após o encerramento da vacinação dos idosos.

Divididas em duas fases, na primeira serão contempladas pessoas entre 18 a 59 anos com síndrome de down, com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) e gestantes e puérperas (até 45 dias pós parto) com comorbidades. Também pessoas de 55 a 59 anos com comorbidades e com deficiência permanente.

Já na segunda fase serão vacinados, de acordo com o quantitativo de doses disponíveis, seguindo as faixas de idade de 50 a 54 anos, 45 a 49 anos, 40 a 44 anos, 30 a 39 anos e 18 a 29 anos, todas as pessoas com comorbidades e com Deficiência Permanente. Também serão atendidas gestantes e puérperas independentemente de condições pré-existentes.

Conforme a coordenadora do Programa Municipal de Imunização, Emanoeli Stein, embora não haja imunizantes disponíveis, é importante que as pessoas já tenham conhecimento de como ocorrerá a vacinação. “Organizamos um cronograma em duas etapas, divididos por grupos prioritários. Ainda não há data definida para o início da vacinação para essas pessoas. Será realizado um cronograma de datas para cada grupo contemplado, sem necessidade de agendamento prévio. As aplicações serão realizadas em todas as Unidades de Saúde do município”.

Comorbidades

– Diabetes;

– Pneumopatias: Indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática);

– Hipertensão arterial resistente: Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos. Hipertensão arterial estágio 3 PA sistólica ≥180mmHg e/ou diastólica ≥110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade. Hipertensão arterial estágio 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade;

– Doenças cardiovasculares: Insuficiência cardíaca (IC); Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar; Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos alvo). Síndromes coronarianas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras); Valvopatias. Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência);

– Doença cerebrovascular: AVC isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular;

– Doença renal crônica estágio 3 ou mais;

– Imunossuprimidos: Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas;

– Anemia Falciforme;

– Obesidade Mórbida (IMC maior ou igual a 40) ;

– Síndrome de Down;

– Cirrose Hepática.

Documentos

Os documentos exigidos para a vacinação são:

– Exame que comprove a comorbidade;

– Receita médica que comprove o uso de medicamento para tal comorbidade;

– Declaração médica com descrição da comorbidade de acordo com as indicações do plano estadual de vacinação (detalhar qual a comorbidade que o paciente apresenta) + CID (obrigatório) – principalmente para pacientes que acompanham na rede particular, pois são pacientes em que a comorbidade não consta em prontuário municipal;

– As Unidades de Saúde que mantêm o cadastro e acompanhamento atualizados do paciente poderão utilizar-se da consulta ao prontuário eletrônico.

Pato-branquenses já vacinados

Mais de 13,4 mil pessoas, entre idosos, trabalhadores da saúde e trabalhadores das forças de segurança e salvamento já foram imunizados com a primeira dose da vacina contra à covid-19. Destes, mais de 8,6 mil já receberam as duas doses.

Na próxima quarta-feira (5), serão vacinados com a primeira dose idosos com 61 anos completos acima. Já na sexta-feira (7), idosos com 60 anos completos acima recebem a primeira dose. As ações, em formato de drive-thru, serão no Parque de Exposições, das 15h30 às 18h, em ambos os dias.

Ainda na quinta-feira (6), trabalhadores das forças de segurança de salvamento receberão a primeira dose. A ação será na Sala Central de Vacinas, das 8h às 11h e das 13h às 16h.

É importante apresentar documentos pessoais, comprovante de residência e carteira de vacina, se tiver.

Os idosos que residem em áreas cobertas por Estratégia de Saúde da Família podem realizar o agendamento direto na Unidade de Saúde. Idosos que não possuem meios de locomoção para ir ao drive-thru podem fazer o agendamento na Sala de Vacina Central, pelo telefone número (46) 3213 1700. Idosos acamados o agendamento é pelo telefone número (46) 98421 4088.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima