O embaixador da Escola Furação, o ex-jogador Rinaldo Francisco de Lima (Nem), esteve em Pato Branco na quinta-feira (16). Ele fez uma avaliação técnica dos atletas da Escola Furacão de Pato Branco, categorias Sub-7 a Sub-17, que funciona junto ao Colégio Mater Dei e tem como coordenador e professor Marcelo Serrão, ex-jogador de futsal. Nem também fez uma avaliação da atual situação do futebol paranaense.

Nem, que foi capitão do Athletico Paranaense na conquista do Campeonato Brasileiro de 2001, informou que existem mais de 200 Escolas Furacão no Brasil e algumas no exterior. Em Pato Branco, ele avaliou os atletas e afirmou que muitos meninos têm potencial para se tornarem jogadores profissionais.

 Nem explicou que os atletas são avaliados com frequência e ao completaram 15 anos são encaminhados para testes no CT do clube. Ele revelou que vários atletas da Escola Furacão de Pato Branco estão sendo monitorados e alguns já foram conhecer o CT do Athletico.

Marcelo Serrão informou que a Escola Furacão de Pato Branco tem cerca de 200 alunos, entre as diversas categorias, inclusive com treinos de futsal. Ele afirmou que a avaliação de Nem incentiva os atletas. Além disso, alguns meninos serão levados para passar um fim de semana no CT do Furacão, em Curitiba.

Futebol paranaense

Com relação a situação atual do futebol paranaense, Nem disse que o momento é complicado, principalmente por os clubes estarem passando por dificuldades com a pandemia do coronavírus. Ele lamentou a péssima campanha do Paraná Clube na Série C e elogiou o Coritiba, que está na liderança da Série B. “Esperamos que o Coritiba retorne a Série A. Se tivermos no futuro os três times de Curitiba na 1ª Divisão do Campeonato Brasileiro, é bom para a cidade”, destacou.

Nem acrescentou que, nos últimos anos, o Athetico se destacou mais do que o Coritiba e o Paraná. Ele afirmou que o Furacão está na semifinal da Copa do Brasil e na hora certa vai reagir e melhorar a sua colocação no Campeonato Brasileiro.   Nem lembrou que em 2021 completa 20 anos da conquista do Campeonato Brasileiro pelo Athletico. Ele informou que até o fim do ano será feita uma comemoração em Curitiba, com os atletas que foram campeões na época, além da possibilidade da equipe máster do Furacão fazer um amistoso em Pato Branco