Mundo

Alemanha: coalizão de Merkel amplia vantagem em corrida por sucessão da chanceler

A União, aliança entre os partidos União Democrata-Cristã e o União Social-Cristã, ampliou a liderança na corrida eleitoral pelas eleições de setembro na Alemanha, de acordo com pesquisa de intenção de votos conduzida pelo Instituto Insa para o jornal Bild. A coalizão sustenta o governo de Angela Merkel, que deixará o cargo após 16 anos no poder.

O levantamento mostra que a União tem 27,5% da preferência do eleitorado, um aumento de um ponto porcentual em relação à semana passada. Na segunda colocação, o Partido Verde perdeu um ponto porcentual mesma comparação, a 19,5%, abaixo dos 20% pela primeira vez desde meados de março. O SPD, de centro-esquerda, vem em seguida, com 16,5% das intenções.

O AFD (11%), de extrema-direita, e o FDP, de Centro-Direita (13%) ficaram estagnados durante o período.

Após enfrentar dificuldades no início do ano, em meio ao agravamento do coronavírus e a um escândalo de corrupção, a União conseguiu se recuperar nos últimas semanas, com sólida vitória nas eleições regionais de Saxônia-Anhalt.

Para cima