Mundo

Na Cúpula do Clima, Biden fala em ‘progresso de discussão’

O presidente americano, Joe Biden, precisou deixar a Cúpula do Clima, iniciada às 9h desta quinta-feira de Brasília, “por alguns minutos”. “Peço desculpas por precisar sair. Retorno logo. Mas, para encorajar o início, tenho a sensação de que realmente estamos começando a ver progressos reais”, afirmou o líder da Casa Branca, logo antes do discurso do presidente da Argentina, Alberto Fernández. A Cúpula, convocada pela Casa Branca, acontece entre hoje e amanhã.

Antes de Biden anunciar sua saída temporária, o primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, falou em nome da presidência rotativa do G-20, hoje nas mãos de seu país. “Temos responsabilidade especial com o Acordo de Paris. Precisamos agir agora para não nos arrependermos depois”, declarou.

Em seu discurso, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, afirmou que deseja 30% da rede de energia do país com fontes renováveis, mas não especificou prazo para essa meta. “Faremos uma adaptação muito profunda e medidas para erradicar o desmatamento e isso será classificado como crime”, acrescentou, durante sua fala na Cúpula do Clima.

Fernández reforçou o compromisso da Argentina com termos assinados no Acordo de Paris, mas pediu ajuda dos países desenvolvidos para a efetivação dos objetivos. “Precisamos de empréstimos em condições favoráveis de bancos bilaterais e multilaterais”, disse o presidente argentino.

Para cima