Ações sobre a campanha Maio Amarelo são realizadas em Pato Branco

Após dois anos de pandemia e encontros online, a campanha Maio Amarelo retoma as ações presenciais com o tema “Juntos salvamos vidas”. O objetivo é chamar a atenção de motoristas e pedestres quanto ao comportamento no trânsito a fim de diminuir os acidentes, principalmente aqueles que deixam sequelas e óbitos.

De acordo com a coordenadora de educação para o trânsito do Departamento de Trânsito de Pato Branco (Depatran), Marinete da Luz Pereira Teixeira, a meta é que haja uma redução de 50% nos acidentes de trânsito até 2030, como estabelece a Segunda Década de Ações para a Segurança no Trânsito que ocorre de 2021 à 2030, estipulada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Após dois anos sem a campanha presencial onde, neste período, a coordenadora destaca a diminuição dos acidentes, a retomada do cotidiano da população sem restrições já provocou o aumento das ocorrências.

“Por conta dos comércios fechados, os acidentes sofreram uma diminuição e, atualmente, com o retorno das atividades, os acidentes aumentaram novamente”, comenta.

A abertura da campanha aconteceu no dia 29 de abril, em reunião no Ciretran, onde estiveram presentes representantes dos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito, PM, PRF, PRE, SAMU, saúde, autoescolas, sindicados, empresas públicas e privadas e sociedade em geral.

Ao longo do mês estão programadas panfletagens, palestras, elaboração de vídeos, blitz educativas, passeios ciclísticos e abordagens para conscientizar a população. Algumas dessas programações devem ser realizadas em empresas e escolas, de acordo com o Depatran.

Registro de acidentes

Em sessão ordinária da Câmara Municipal de Pato Branco realizada em 9 de maio de 2022, o diretor do Departamento de Trânsito de Pato Branco, Robertinho da Luz Dolenga, comentou que o município registra média de três acidentes por dia. “Isso nos preocupa bastante, por conta disso todas as ações do Depatran são direcionadas no sentido de estruturar a logística de trânsito em relação a diminuição de acidentes”.

Os dados do SAMU apontam que, entre os meses de janeiro e abril de 2022, foram atendidas 106 vítimas de acidentes de trânsito em área urbana. Desse total, sete estavam em estado grave. Os atropelamentos somaram 11 vítimas nesses quatro meses, enquanto os acidentes envolvendo motos somaram 56 vítimas.

Em 2021, de acordo com informações do 3° Batalhão de Polícia Militar, Pato Branco registrou 981 acidentes, com 1.986 pessoas envolvidas. Desse número, 1.678 saíram ilesas do acidente, enquanto 261 sofreram ferimentos, 2 pessoas vieram a óbito posteriormente, 1 faleceu no local e 44 vítimas não forneceram informações.

Ainda de acordo com o diretor do Depatran em sessão da Câmara Municipal, o crescimento do município é uma das causas do aumento de acidentes.

“A média de aumento da população é de 1.6 ao ano, enquanto o aumento da frota circulante é de 3.2 ao ano. Isso significa que se temos problemas no trânsito, a situação deve piorar se forem adotas medidas duras e ousadas para não termos maiores problemas futuramente”.

Outro ponto citado por Dolenga na ocasião é que até 2030 o município deve somar 90 veículos para cada grupo de 100 habitantes, “isso significa que teremos quase um veículo por habitante. Hoje temos 75 veículos para cada grupo de 100”, conclui.

O diretor aproveitou a sessão também para destacar que “a conduta e o comportamento devem ocorrer todos os dias, o motorista deve estar ciente que pode contribuir para o trânsito, no entanto, no mês de maio chamamos uma atenção maior para essa questão que traz prejuízo par ao município e todo o país”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

google.com, pub-3328565643923811, DIRECT, f08c47fec0942fa0