No mês do meio ambiente, Atlas Eletrodomésticos comemora resultados efetivos de práticas sustentáveis

Ações de conscientização, parcerias com fornecedores, redução da utilização de água e resíduos nos processos fabris, além do reaproveitamento de materiais são alguns dos exemplos das iniciativas promovidas pela empresa que ajudam na manutenção da saúde do meio ambiente

Preservação do meio ambiente é uma preocupação constante na Atlas Eletrodomésticos. Durante a sua história, a companhia tem promovido uma série de ações que envolvem tanto os colaboradores da empresa, sua conscientização e hábitos, quanto a atenção aos processos fabris para que quaisquer recursos naturais sejam utilizados de forma econômica e racional. O mês de junho marca o período de celebração do Dia Mundial do Meio Ambiente, por esta razão, a empresa reforça os seus valores com relação ao tema durante o período.

“Aproveitamos a celebração do dia do meio ambiente que ocorreu no dia 5 para engajarmos ainda mais os colaboradores e inspirarmos a comunidade e indústrias de Pato Branco na preservação dos recursos naturais por meio de atitudes e ações que impactem positivamente a nossa região”, afirmou o CEO da Atlas Eletrodomésticos Márcio Veiga.

Neste sentido, os processos fabris da empresa pato-branquense evoluem constantemente. Nos últimos 6 anos, a taxa de reaproveitamento dos resíduos gerados pela produção industrial na Atlas passou de 92,5% para 98%. Para chegar a este percentual, trabalhos e parcerias com fornecedores são realizadas de maneira que estas respeitem os valores de sustentabilidade da companhia. “O trabalho de preservação precisa ser realizado em conjunto”, reforçou Márcio.

Um dos exemplos de boas práticas na Atlas, é o percentual atingido em 6 anos por meio da logística reversa dos materiais envolvidos nos processos fabris. A analista ambiental Karina Duracenski explica que vidros utilizados na fabricação de fogões quando avariados ou quebrados, anteriormente eram descartados, hoje, eles são devolvidos ao fabricante em caixas especiais para serem reciclados. Por meio deste remanejo e do reaproveitamento de outros materiais que começou em 2018, a reciclagem interna ultrapassou 180 toneladas.

“Outro importante processo que recebeu mudanças foi a esmaltação. “Antes, esta estapa envolvia a utilização de água, hoje, após os investimentos em novas tecnologias, a esmaltação passou a ser a pó, uma nova técnica que retira completamente a utilização da água”, revelou o CEO Márcio Veiga

Um outro exemplo que material reutilizado na Atlas é poliestireno expandido, um plástico celular rígido, que passou a ser entregue para reciclagem de uma empresa parceira que transforma esse resíduo em sancas e rodapés de plásticos. “Essa ação já evitou que mais de 670m² deste material fosse descartado sem um fim útil”, mostrou Karina.

Os resíduos orgânicos também são reaproveitados na companhia. Por meio de uma empresa parceira que trabalha no ramo de compostagem, o alimento descartado tanto no preparo quanto após as refeições é transformado em compostagem. Cerca de 180 toneladas de resíduos se tornam adubo.

No total, cerca de 790 toneladas de material são recicladas mensalmente na Atlas Eletrodomésticos. Em 6 anos, a empresa reduziu a utilização de 52% dos resíduos não recicláveis. O setor administrativo não economiza incentivos para ações que evidenciam o cuidado com o meio ambiente. Durante o mês, além de receberem mudas e sementes para cultivar hortaliças em casa, os colaboradores divulgam em seus perfis fotos sobre como praticam a preservação da natureza dando exemplos aos familiares e colegas.

“Impactar positivamente a comunidade e o meio ambiente só é possível por meio de boas práticas e isso está em nosso DNA”, afirmou Márcio Veiga. “Conscientizar pessoas e empresas sobre a importância da preservação só é possível por meio de ações conjuntas e concretas que gerem resultados sólidos como os que vemos hoje”, concluiu o CEO. (Assessoria)